Foi em março de 2012 que foi publicado o 2.º número de Banzai, a revista trimestral de banda desenhada da NCreatures, dedicada à BD produzida em Portugal inspirada nas formas de apresentação e expressão encontradas no manga japonês.

Existem vários termos para denominar este tipo de manga não produzido no Japão – neomanga, manga ocidental, manga global, manga internacional, BD influenciada pelo manga, nissei comi – mas não nos iremos concentrar desta feita nesse tópico.

Em agosto de 2012, cinco meses após o #2, era já conhecida a capa do terceiro número, da autoria de Shuang Wú, a vencedora do evento “24 Horas de Manga” no primeiro semestre de 2012. Não havia dúvidas, a revista estava atrasada… No entanto, no final de agosto desse ano, a revista esteve em pré-venda no site da Fnac.pt. As pré-vendas acabariam por ser canceladas e somente em fevereiro deste ano começaram a ser realizados uma série de eventos para apresentação do n.º 3 da Banzai, que foram ocorrendo até julho, mês em que esta finalmente foi publicada. A perseverança parece ter dado frutos.

Nesta quarta publicação (é a n.º 3 mas existiu um n.º zero), é apresentado o 5.º capítulo da saga The Mighty Gang de Joana Rosa Fernandes, que parece preparar os leitores para os acontecimentos que se seguirão. Outro regresso é o de Miau Miau de Natália Batista, cuja arte e técnica narrativa são, como nos começa a habituar, intocáveis. Cristina Dias também regressa com as tiras de Kuroneko.

A BD vencedora de Shuang Wú, a antevisão de Zphir de Manuela Cardoso, os vencedores do concurso 4komas e o 3º. capítulo do dossier Como desenhar manga ocupam as restantes páginas da revista, com um total de 102 páginas e com um formato menor que o dos primeiros números.

Seria um bom sinal se em outubro estivesse à venda o n.º 4…

Este slideshow necessita de JavaScript.