Como referimos, aquando da checklist do mês passado, em setembro, a trilogia de Keos chegou ao final. Eis a sinopse da obra, elaborada pela editora:
Criado por Jacques Martin, em 1992, é uma das coleções históricas menos conhecidas do autor. Keos é o emissário da paz entre os povos egípcio e hebreu, que lutam pelos seus Deuses e pelas suas terras.  Quando Ramsés II morre, o seu escudeiro é levado para morrer com ele. O filho deste, o jovem Keos, fica órfão e enobrecido. Protegido pelo deus Osíris, através de um anel mágico que concede o poder de salvar a humanidade, Keos torna-se amigo e conselheiro do novo faraó Merneptah e de Moshe (mais conhecido como Moisés), que vê em Keos o jovem mais nobre dos filhos do Egito. No entanto, o Egito é arrasado pelas piores catástrofes e Keos (na companhia da sua amiga Tara) faz o impossível para salvar o jovem faraó das intrigas dos sacerdotes de Karnak e dos perigos escondido no Egito. A coleção completa consiste em 3 volumes, com argumento de Jacques Martin e desenhos de Jean Pleyers (desenhador de Jhen):
– Osiris (1992)
– A Cobra (1993)
– O Bezerro de Ouro (1999)

É uma excelente notícia para todos os bedéfilos que, com receio de que o final não seja publicado, não iniciam a aquisição de uma série. Todos os volumes estão disponíveis e podem ser encomendados na loja online da editora. Eis a antevisão do 3.º volume:

Eis a sinopse do último volume:
Keos é um jovem que nasceu entre os milagres e as tempestades do Antigo Egipto. Companheiro fiel do faraó Mineptah, recebeu a proteção do deus Osíris sob a forma de um anel mágico que dá um poder salvador da humanidade. Keos é emissor da paz entre os povos egípcio e hebreu, que se massacram pelos seus deuses e pelas suas terras.

Se Keos chegou ao final, a NetCom 2 Editorial iniciou uma nova série no mês passado, intitulada Caroline Baldwin, da autoria de André Taymans. O primeiro volume denomina-se Moon River.

Eis a sinopse desta série, elaborada pela editora:
Caroline Baldwin é uma investigadora com descendência índia e sediada no Canadá. É perspicaz, destemida e, às vezes, tem mesmo tendências autodestrutivas. É uma personagem complexa que se envolve em histórias muito complicadas e interessantes. É uma mulher forte, moderna, independente, tanto na profissão como no amor. Apesar do seu lado, por vezes, mais rude e pouco social, sabe conjugar o seu lado carinhoso e sensível com o seu trabalho. Não podemos dizer que seja uma investigadora “normal”. Nem sempre tudo corre bem, e a sua forma de viver também lhe traz alguns dissabores, como pudemos ver com o decorrer da série. Mais do que uma série de aventuras, esta coleção pretende ser um thriller. Esta coleção, que começou em 1996, conta já com 16 álbuns publicados em França.

Apresentam-se ainda as antevisões do primeiro volume:

Leia a sinopse do 1.º volume:
Bonita, inteligente, desportista e solteira, Caroline Baldwin trabalha para a Wilson Investigation. Encarrega-se de resolver os enigmas mais difíceis. No momento em que a conhecemos, a sua missão é encontrar Frank White, um brilhante astronauta, veterano na conquista da Lua. White é administrador da multinacional Kristal, especializada em material de vanguarda de exploração espacial e tem de assinar um importante contrato com uma empresa japonesa. Sem White, não há contrato. Caroline segue as pistas para descobrir o seu paradeiro e é então que começam os problemas. Quem tem interesse em encontrar o astronauta? Taymans criou a personagem de uma mulher forte, moderna, muito independente, tanto no seu trabalho como no amor, mas também carinhosa e sensível. Com uma boa dose de suspense, muita nostalgia, um pouco de fantasia e paixão, Moon River é o primeiro título das investigações de Caroline Baldwin.

A título de curiosidade, registe-se que estas duas publicações foram os únicos representantes em álbum da BD franco-belga no nosso país, durante o mês de setembro.

nota: as imagens foram gentilmente cedidas pela editora, as quais se agradecem e ilustram o texto.