No próximo dia 6 de dezembro, será lançado o décimo quarto livro da coleção de banda desenhada O Filme da Minha Vida, desta vez da autoria de Constança Araújo Amador e dedicado ao filme Melancolia de Lars von Trier.

Nesse dia, às 16h45, no Espaço AO NORTE, na Praça D. Maria II, em Viana do Castelo, será inaugurada a exposição dos originais da obra e promovido o encontro com a autora. Previamente, às 14h30, no auditório dos trabalhadores dos estaleiros navais, será exibido o filme.

A título de curiosidade, registe-se o meu apontamento breve sobre o filme Melancolia, publicado noutro espaço:
Refiro-me a Melancolia de Lars von Trier, uma vera obra de arte, repleta de referências psicossociais e culturais (Richard Wagner, Marquês de Sade, Jean Genet, John Everett Millais, Pieter Bruegel O Velho). Vencedor do prémio de melhor atriz em Cannes (Kirsten Dunst), a introdução começa a desvendar-nos em câmara lenta – extrema – as bases narrativas do que se seguirá. E em seguida deixamo-nos arrastar para a doença mental, disfunção familiar e a destruição do nosso planeta…

Esta coleção de periodicidade trimestral, dirigida pelo artista plástico Tiago Manuel e com design gráfico de Luís Mendonça, conta em cada álbum com um texto de análise da autoria de João Paulo Cotrim e Pedro Moura, uma biografia do autor e a filmografia do realizador escolhido.

Este álbum, tal como os números anteriores, contará com 32 pranchas a preto e branco.

Eis a apresentação da coleção:
A coleção O filme da Minha Vida faz-se do repto lançado pela AO NORTE a autores portugueses de BD para que criem um álbum inspirado num filme que tenha deixado marcas nas suas vidas. Este cruzamento entre a sétima e nona arte é vocacionado para os amantes de ambas e, principalmente, dirigida aos jovens que frequentam o ensino secundário e superior. A apresentação de cada álbum terá uma periodicidade trimestral, contará com a projeção e análise do filme escolhido, a apresentação do livro, uma exposição dos originais e um encontro com o autor, para os quais serão convidados a participar alunos de artes visuais e de disciplinas relacionadas com o audiovisual, comunicação e língua portuguesa.

Apresentamos ainda a listagem das obras previamente publicadas:
#01 – André Lemos é autor de O PERCUTOR HARMÓNICO, baseado no filme ACONTECEU NO OESTE, de Sérgio Leone
#02 – Daniel Lima é autor de EPIFANIAS DO INIMIGO INVISÍVEL, inspirado no filme O DESERTO DOS TÁRTAROS, de Valério Zurlini
#03 – Jorge Nesbitt é autor de SÉTIMO SELO, inspirado no filme homónimo de Ingmar Bergman
#04 – João Fazenda é autor de ÂNGULO MORTO, baseado no filme A MULHER QUE VIVEU DUAS VEZES, de Alfred Hitchcock
#05 – Filipe Abranches é autor de FITZ…, inspirado no filme FITZCARRALDO, de Herner Herzog
#06 – Alice Geirinhas é autora de REPULSA, inspirado no filme REPULSA, de Roman Polanski
#07 – Tiago Albuquerque é autor de O DRAGÃO ATACA, inspirado no filme homónimo de Robert Clouse
#08 – Miguel Rocha é autor de A VALQUÍRIA E O INOMINÁVEL, baseado no filme O ANJO EXTERMINADOR, de Luis Buñuel
#09 – Luís Henriques é autor de O ESPÍRITO DA COLMEIA, inspirado no filme homónimo de Victor Erice
#10 – Pedro Nora é autor de EU NÃO REINO, inspirado no filme VAI E VEM, de João César Monteiro
#11 – Isabel Baraona é autora de ONE WEEK, a partir do filme homónimo de Buster Keaton
#12 – António Gonçalves é autor de DEAD MAN, baseado no filme DEAD MAN de Jim Jarmush.
#13 – Esgar Acelerado é o autor de SOYLENT GREEN, inspirado no filme À BEIRA DO FIM, de Richard Fleischer

Podem-ser visualizar entrevistas a 11 dos autores aqui. As obras podem ser adquiridas aqui.

nota: o excerto de texto referente ao filme foi originalmente publicado em 100mural, em 13 de junho de 2012.