Se Derradé já contava com 2 obras publicadas na coleção Primata Comix (Fúria e Fava!), o #25 da referida coleção apresentava um regresso às origens, ou seja, uma colaboração entre Geral, com o argumento, e Derradé, com a arte.

Fala-se em regresso às origens, uma vez que Derradé se iniciou na BD, através de fanzines e slimzines, com a dupla Produções de Marda, vulgo Geral e Derradé.

A proposta partiu de Rui Brito, o editor da Polvo, para conceberem um livro sobre o Pai Natal. E este foi o resultado: Pai Natal: Um Estudo Morfológico. Quem não deseja ter muitas revelações sobre o enredo, deve terminar aqui a leitura do presente texto.

O Pai Natal anda há algum tempo fora de circulação. E como, por coincidência, o Natal coincide com o aniversário de Jesus, para animar a sua festa e devido ao habitual atraso dos Reis Magos, este elabora um plano para que o Pai Natal se recorde de quem é e qual a sua função, de modo a que distribua uns brindes pelos seus convidados. Pelo meio, bebe-se, fuma-se, recorre-se a prostitutas e assiste-se a um espectáculo da BadSummerBoys Band. Na contracapa, Geral e Derradé ainda nos presenteiam com o Jogo do Pai Natal.

Trata-se da primeira obra do duo publicada que não em fanzines, à qual se seguiu A 25, Sempre a Abril! Uma história revolucionária, também na Polvo.

Pai Natal: Um Estudo Morfológico
Geral & Derradé
Colecção Primata Comix #25
16 pp, agrafado
Polvo, 2001 (Portugal)
ISBN 972-8440-46-4

Para os interessados, registe-se que o álbum Segunda Oportunidade, recentemente editado pela Escorpião Azul, contém a republicação desta banda desenhada.

nota1: republicação revista do artigo publicado em bedê, em 10 de junho de 2006.
nota2: a imagem da capa foi gentilmente cedida pelo seu autor, a qual se agradece e ilustra o texto.