O final de um ano e início do seguinte são momentos propícios a momentos de balanço e reformulação de objetivos e projetos. Quanto ao passado recente, em 2013 presenteei-me com boas leituras de banda desenhada, as quais são conhecidas dos visitantes deste espaço, uma vez que na página de recomendações as mesmas se encontram presentes.

Essa página, que descrevi como uma possível conceção de uma bedeteca ideal, está a ser pacientemente construída e focalizada no valor intrínseco do que consta da mesma, sem se preocupar com as obras obrigatórias em falta, pois da abrangência se encarregará o tempo.

Da mesma constam presentemente obras publicadas entre os anos 70 do século XIX e 2013, resultantes de:
– leituras recentes ou antigas abordadas neste espaço;
– prémios nacionais atribuídos desde a inauguração deste espaço, independentemente de ter lido ou não as obras em questão, por acreditar que as mesmas devem constar da referida “bedeteca ideal”.

Como corolário, da mesma ainda não constam as (muitas) obras merecedoras que:
– já li e somente não foram listadas na “bedeteca ideal” porque não ainda foram abordadas neste espaço;
– ainda não li, possam ou não ter sido abordadas neste espaço (com possível exceção das premiadas).

O ano de 2013 foi um ano peculiar, dado ser um ano marcado por:
– a inauguração deste espaço no dia 2 de agosto (com resultados muito além dos esperados);
– a formação académica realizada sobre banda desenhada enquanto literatura (idem);
last but not least, rever velhos amigos e fazer novos amizades com outros bedéfilos, envolvidos ou não nas lides da BD.

Também foi curioso ver o projeto A Patada, para o qual tinha contribuído há 8 anos, ressurgir das cinzas em 2013.

Quanto a 2014, com o que contribuirei? Se tudo correr de acordo com o esperado, com muito! Tenho a certeza de que alguns dos projetos arquitetados ao longo de 2013 vingarão. Portanto, até já!