Hoje estreia nas salas de cinema RoboCop de José Padilha, o remake do filme homónimo de 1987 (realizado por Paul Verhoeven) e um reboot para a franchise.

No mundo dos comics norte-americanos, RoboCop já foi publicado por 5 editoras diferentes. A Marvel, para além da adaptação dos filmes RoboCop (Bob Harras, Alan Kupperberg, Javier Saltares) e RoboCop 2 (Alan Grant, Mark Bagley) em BD, publicou ainda uma série de 23 números entre 1990 e 1992, a maioria com desenhos de Lee Sullivan e argumento de Alan Grant e Simon Furman.

Entre 1992 e 1994, a franchise foi explorada pela Dark Horse. Nesta editora foram publicadas 5 minisséries, sendo uma delas a adaptação de RoboCop 3 (Steven Grant, Hoang Nguyen) e ocorrendo outras três cronologicamente após os eventos narrados nesse filme (argumentos de John Arcudi e Steven Grant e desenhos de John Paul Leon, Nick Gazzo e Mitch Byrd). A minissérie mais famosa foi contudo o crossover de franchises RoboCop Versus The Terminator da autoria de Frank Miller e Walt Simonson. Esta minissérie foi inclusivamente a inspiração para um videojogo homónimo.

Somente em 2003, RoboCop seria novamente publicado em BD, desta feita pela Avatar Press. Tendo por base o guião de Frank Miller não utilizado para o filme RoboCop 2 e as suas notas para o RoboCop 3, os 9 números foram escritos por Steven Grant e ilustrados por Juan Jose Ryp, sendo publicados entre 2003 e 2006. Em 2004 e 2005, a editora também publicou dois one-shots de Steven Grant, desenhados por Anderson Ricardo e Carlos Ferreira.

A Dynamite Entertainment publicou uma minissérie da personagem em 2010 com argumento de Rob Williams e arte de Fabiano Neves, estando prevista a continuação com arte de Unai de Zarate. Entretanto, seguiu-se um novo crossover com Terminator da autoria de Rob Williams e Paul J. Holden.

A Boom! Studios iniciou em 2013 a publicação de uma minissérie de 9 números que adapta o guião de Frank Miller não utilizado para o filme RoboCop 3, com argumento de Steven Grant e arte de Declan Shalvey e Korkut Öztekin. Irão também ser publicados 4 tie-ins com o novo filme, com argumentos de Joe Harris, Frank J. Barbiere, Ed Brisson e Michael Moreci e desenhos de Piotr Kowalski, João Vieira, Emilio Laiso e Jason Copland.

Eis a sinopse do filme:
Estamos no ano de 2028 e o conglomerado multinacional OmniCorp é o expoente máximo da tecnologia robótica. Os seus drones são utilizados em ações militares há já vários anos mas a sua utilização por parte das forças de segurança americanas foi proibida. Mas agora, a OmniCorp quer utilizar a sua controversa tecnologia localmente e encontraram uma oportunidade de ouro para o fazer. Quando Alex Murphy – um dedicado marido, pai e um excelente polícia, empenhado em terminar com a onda de criminalidade e corrupção que se abateu sobre Detroit – fica gravemente ferido, a OmniCorp vê nele a possibilidade de construir um Robocop, um super-polícia metade humano, metade robô. O grande objetivo da OmniCorp é ter um Robocop em cada cidade e faturar milhões de dólares para os seus acionistas. Mas eles não contaram com um pormenor: ainda há um Homem dentro da máquina. Realizador: José Padilha. Com Abbie Cornish, Gary Oldman, Jackie Earle Haley, Joel Kinnaman, Michael Keaton.

Eis o trailer: