Como já referimos, o Pato Donald surgiu na curta-metragem de animação The Wise Little Hen (1934), um dos episódios da famosa série Silly Simphonies. No entanto, as restantes personagens daquela curta-metragem raramente surgiram na banda desenhada. Uma delas é Peter Pig, o qual, para além da adaptação da animação a tiras de BD em jornais e revistas de banda desenhada norte-americanas, quase nunca foi reutilizado na BD, com raras exceções na Holanda e em Itália. Na história Donald e a preguiça… de duplo tamanho (2010), publicada na Disney Comix 78, consta a última aparição documentada deste personagem (com o novo batismo italiano Pigeon Pig).

Clique nas imagens para as visionar em toda a sua extensão e com maiores dimensões:

Eis a sinopse da editora:
O Donald põe mãos ao trabalho e dá os últimos retoques na capa da Comix #78! Tudo tem que estar impecável para receber mais uma fornada de histórias aos quadradinhos fantásticas!!! Mas aparentemente, o trabalho que o Donald está a ter, é uma exceção que confirma a regra… Basta que repares no título da primeira história: Donald e a preguiça… de duplo tamanho! de Stefano Ambrosio (texto) e Giampaolo Soldati (desenhos)! A preguiça do Donald é de tal tamanho, que ele é alvo de estudo por parte dos alienígenas dos sítios mais distantes! E a aventura e fantasia não ficam por aqui!!! A magia continua quando a Bruxa Vanda tenta convencer, uma vez mais, o Pateta, de que as artes mágicas não são fruto da imaginação… Ou será que, desta feita, a Vanda prefere não ser bruxa??? Falamos de Mágico Pateta – A Bruxa Vanda e a paz provisória! Uma história a não perder, com argumento de Bruno Concina e ilustrações de Maria Luisa Uggetti!

nota: as imagens foram gentilmente cedidas pela editora, as quais se agradecem e ilustram o texto.