Já está disponível para leitura gratuita online o número 7 do e-zine bimestral TLS WebMag do The Lisbon Studio. Esta publicação conta com uma capa da autoria de Pedro Ribeiro Ferreira.

A nível de banda desenhada apresenta BD da autoria de Pedro Brito, André Oliveira e Carla Rodrigues, Filipe Andrade e Filipe Pina, Pedro Moura e Cláudia Loureiro, e João Tércio, apresentando ainda antevisões de outros trabalhos na área da banda desenhada, entre os quais Deixa-me Entrar por Joana Afonso (a ser editado pelo selo Polvo da Rui Brito edições), Figment #2 (Marvel) e  Suicide Risk #14 (Boom) por Filipe Andrade, Last Supper por André Oliveira e Pepedelrey (publicado em Feathers #1, Ave Rara), Zero #8 (Image) por Jorge Coelho, bem como antevisões da BD de Ricardo Cabral para o videojogo para iPhone Freeway Fury.

O volume conta ainda com ilustrações de Pedro Brito, Ricardo Drummond, Nuno Duarte, Pedro Ribeiro Ferreira e Nuno Saraiva, bem como uma entrevista a Ana Branco, a propósito do documentário Stop Don’t Stop.

Como antevisão do sétimo número, eis cinco imagens:
1) imagem de making of do álbum Deixa-me Entrar de Joana Afonso
2) imagem de making of de Figment #2 e Suicide Risk #14 por Filipe Andrade
3) imagem do documentário Stop Don’t Stop de Ana Branco
4) capa da banda desenhada do jogo Freeway Fury 3 por Ricardo Cabral
5) ilustração alternativa para a capa de Zero #8, por Jorge Coelho

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão e com dimensões mais generosas:

 

Eis a sinopse da autoria do TLS:
Este número tem como destaques um sneak peek ao álbum “Deixa-me Entrar” de Joana Afonso (a ser editado pela Polvo); uma entrevista à realizadora Ana Branco sobre o seu documentário “Stop don’t Stop”; esboços e imagens de making of de Seekers of Figment #2 (Marvel) e Suicide Risk #14 (BOOM! Studios) por Filipe Andrade; imagens da banda desenhada do jogo para iPhone Freeway Fury, da autoria de Ricardo Cabral; making of da capa de Zero #8 (Image), por Jorge Coelho.

A revista pode ser lida aqui.

Números anteriores:
#6
#5
#4
#3

#2
#1

nota: as imagens foram gentilmente cedidas pelo estúdio, as quais se agradecem e ilustram o texto.