Por Rui Ferreira

A BOOM! Studios anunciou recentemente uma nova série limitada de 4 episódios: Sleepy Hollow, que chegas às bancas a 15 de Outubro de 2014 nos EUA. A argumentista será Marguerite Bennett (que foi também recentemente anunciada como argumentista da nova série da Archaia: BUTTERFLY, já escreveu também outras histórias para a DC Comics como por exemplo, Batman: Joker’s Daughter). O artista será o português Jorge Coelho (que desenhou a série escrita por Max Bemis e aclamada pela crítica POLARITY em 2013). O Jorge desenhou a imagem que podem ver em cima, que será a capa alternativa do primeiro número. A capa principal é ilustrada por Phil Noto, como podem ver em baixo.

Mais pormenores serão libertados a meio de Setembro, mas por agora, o Universo BD tem uma entrevista exclusiva com o artista Jorge Coelho sobre esta nova série e também um primeiro sketch dos personagens principais. Não percam …

Rui Ferreira: Trabalhaste recentemente numa outra série da BOOM!, POLARITY do escritor Max Bemis, que recebeu recentemente uma Menção Honrosa para Graphic Novels & Comics nos prémios indiefab. A escritora desta nova série, MARGUERITE BENNETT, declarou numa recente entrevista sobre este novo projecto ao site CBR (Comic Book Resources) que eras o artista perfeito para esta série. Qual é a sensação de veres o teu trabalho tão bem reconhecido desta maneira?
Jorge Coelho: Fiquei muito sensibilizado pelo excelente feedback que tivemos com a série Polarity. A equipa criativa resultou muito bem e os fãs e críticos parecem ter gostado trataram-nos muito bem. Tudo somado, foi um projecto muito recompensador. Sinto que após alguns anos a tentar entrar no mundo dos comics, não poderia ter começado melhor. Acho que o 13 em 2013 acabou por se revelar sortudo para mim!

Em relação a este novo projecto, sendo ele baseado numa série TV com o mesmo nome, quais os desafios que te aguardam nesta nova aventura? Achas que te irá limitar no processo criativo?
Existe a noção de que ter uma liberdade criativa total é libertadora e melhor. Não necessariamente. Eu sinto a necessidade de ter pelo menos alguns limites ou orientações. Tendo isto em mente levo a responsabilidade de adaptar uma série de TV muito a sério e ao mesmo tempo tento não pensar demasiado nisso, de maneira a que o trabalho possa fluir. Conhecendo-me bem, se o fizesse isso iria pesar demasiado na arte de uma maneira pouco positiva.

Em relação às reacções ao anuncio desta nova série, muitos fãs ficaram realmente entusiasmados, sentes uma pressão extra devido a esse facto?
Sim, sinto, mas vou tentar relaxar. Pessoalmente como leitor, gosto quando os artistas adaptam filmes – ou neste caso uma série TV – ao seu estilo pessoal, tentando não se inspirarem demasiado no original. Se o fizermos acaba por tornar as coisas um pouco redundantes, por isso vou tentar trazer algo que faça a diferença. Claro que respeitando o original.

Podes dar-nos a tua opinião sobre qual poderá ser o factor mais apelativo desta série para os fãs?
A interpretação da equipa é a de partir da série original e deixar a criatividade ser desenvolvida a partir dai. A série de TV tem um lado sobrenatural muito forte que colide com o mundo real. Isso estimula-me imenso e espero que os fãs também possam apreciar esse factor.

Abbie and Ichabod
Jorge Coelho

Jorge nasceu em Lisboa, Portugal em 1977. Desde a sua infância nunca mais largou os lápis e os pincéis.

Algumas das suas recentes conquistas no mundo dos comics incluem: Polarity da BOOM! Studios, #8 de Zero da Image Comics, #40 a #42 de Venom da Marvel, #6 e #7 de Loki, Agent of Asgard também da Marvel (Setembro 2014) e Sleepy Hollow (Outubro 2014).

Podem ver mais dos seus trabalhos na Deviantart ou segui-lo pelo facebook ou twitter @JCoelhoPT.

nota: originalmente publicado em Universo BD, em 31 de julho de 2014.