Com capa de Luis Louro, acaba de ser editado pela Qual Albatroz o terceiro número do ecozine Celacanto, desta feita dedicada ao golfinho. A publicação, de 104 páginas, conta com cerca de 40 participações, algumas das quais em banda desenhada. Parte das receitas revertem a favor da Escola de Mar, para ajudar a proteger o roaz do Sado.

Clique nas imagens para as visionar em toda a sua extensão e com dimensões mais generosas:

Eis a sinopse da editora:
Para este número 3 do Celacanto, o animal escolhido foi o golfinho. A Qual Albatroz colaborou com o Escola de Mar, com o fim de alertar para as ameaças que este animal enfrenta, nomeadamente o roaz do Sado, e assim angariar fundos para a sua conservação. Os trabalhos apresentam uma grande diversidade de motivos e géneros – poesia, banda desenhada, conto, desenho, pintura, fotografia –, todos eles em defesa desta espécie ameaçada, criando, no seu conjunto, uma graciosa rapsódia artística. A capa é um trabalho original de Luís Louro, criado especialmente para esta edição. É um livro feito das generosas contribuições de mais de 40 pessoas que não quiseram ficar indiferentes ao empobrecimento do nosso planeta.

Autores:
A. Cardoso Maguire, Adelina Menaia, Almor Loução (Alm), Ana Saúde, Ana Sofia Caetano, André Oliveira, António Orta, António Ribeiro, Bruno Balegas, Constança Lucas, Cristina Brito, Diogo Carvalho, Élio Vicente, Eric Ricardo, Estrela Matilde (Relíquia e Dona), Filipe Coelho (filval), Gastão Travado, Geraldes Lino (G. Lino), Gonçalo Duque, Hugo Soares, Irina Seves, João Carlos Amaral (Jhion), João Manuel Carvalho (João Carvalho), João Mascarenhas, João Raz, José Abrantes, José Carlos Dias (Zé), José Luís Matias (zlê), Luís Lourenço Lopes, Manuel Alves, Marc, Maria Nunes (Relíquia e Dona), Miguel Falcato (Falcato), Nuno Frias, Nuno Sarmento, Paulo Guerra (Paulu Mayyahk), Paulo Marques, Pedro Manaças, Pedro Rodrigo Costa, Rita Cardoso, Rita Vilela, Rui Alex, Rui Lourenço (Roy), Sara Diogo, Sofia Quaresma, Valter Nobre (filval), Vítor Loureiro (Lupus), Vivian Vilela e Viviana Bogalho (Viv).