Este 16.º volume da coleção Universo Marvel editada pela Levoir e distribuída com o jornal Público, coleta uma série de curiosidades que procuram ir de encontro ao fã português de banda desenhada. Por um lado, apresenta uma dos raras oportunidades de ver um grande nome da BD franco-belga fora do seu terreno normal, a ilustrar um comic de super-heróis, nomeadamente X-Women de Chris Claremont & Milo Manara, com as cores de Dave Stewart, publicado nos EUA em setembro de 2010.

Por outro lado, aposta nos autores portugueses. O one-shot de X-23 (vol. 2, #1 – originalmente publicado em maio de 2010), escrito por Marjorie Liu, foi desenhado por Filipe Andrade e Nuno “Plati” Alves, com arte-final de Plati em conjunto com Jay Leisten e Saud Florea, e a colorização de Plati em conjunto com o estúdio SotoColor.

Outra BD presente é Cloak and Dagger: The Broken Church, um one-shot da autoria de Stuart Moore e Mark Brooks, com arte-final de Walden Wong e cores de Emily Warren, originalmente publicado em maio de 2010. Segue-se o one-shot Sif: I Am the Lady Sif de Kelly SueDeConnick e Ryan Stegman, com arte-final de Tom Palmer e Victor Olazaba e cores de Juan Doe, originalmente publicada em junho de 2010.

O volume termina com uma galeria com 2 pranchas a preto e branco de X-Women e uma galeria com 11 das capas que Manara ilustrou para a Marvel.

Apesar da maioria destas bandas desenhadas ter sido publicada no Brasil, a única que foi exportada para Portugal foi a de Sif na revista Avante, Vingadores! #47 da Panini Brasil, em 2011.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão e com dimensões mais generosas:

Eis a sinopse da editora:
Aquelas que pareciam ser umas férias de sonho acabam por se transformar numa armadilha mortal, em que as heroínas dos X-Men têm de enfrentar um inimigo misterioso, que as conseguiu raptar e despojar dos seus poderes. Este é o ponto de partida da história que o lendário Chris Claremont escreveu por medida para o talento ímpar de Milo Manara, o mestre europeu do erotismo na BD, que, na sua estreia na Casa das Ideias, consegue transmitir uma sensualidade única às mulheres do universo Marvel. A completar este volume, feito unicamente de histórias em que as mulheres são as protagonistas, ilustradas, entre outros, pelos portugueses Filipe Andrade e Nuno Plati, temos uma galeria com as capas inesquecíveis que Manara desenhou para a Marvel.

nota: as imagens foram gentilmente cedidas pela editora.