Após vários meses desde o aviso informal que foi dando, o segundo sopro de vida da editora dinamarquesa G. Floy em Portugal concretiza-se finalmente com a publicação do primeiro volume de Saga de Brian K. Vaughan e Fiona Staples.

Clique nas imagens para as visionar em toda a sua extensão e com dimensões mais generosas:

Eis a sinopse da editora:
Quando dois soldados de lados opostos de um imenso conflito galáctico sem fim se apaixonam, terão de arriscar tudo para proteger uma nova vida num universo terrível e perigoso. Um universo sem limites, povoado de possibilidades infinitas. E um planeta, Fenda, onde nascerá a ideia que irá expandir-se e crescer para conquistar todo um cosmos, símbolo de esperança para dois povos desavindos. SAGA é a história de dois jovens soldados de lados opostos de um vasto conflito inter-galáctico sem fim, que se apaixonam e arriscam tudo para protegerem a vida que criaram e que terá de crescer num universo hostil e perigoso. Alana e Marko querem apenas poder viver a sua vida em paz com a sua jovem filha Hazel – considerada uma abominação por todas as potências envolvidas na guerra – e, entre serem perseguidos por um príncipe robot com cabeça de TV, assassinos profissionais dos mais diversos planetas e serem assombrados pelos fantasmas de vítimas de batalhas passadas, a sua história irá mudar a galáxia.Fantasia e ficção-científica juntam-se como nunca antes no primeiro volume deste épico subversivo e provocante, obra de dois dos mais aclamados nomes da banda desenhada actual: o escritor Brian K. Vaughan e a artista Fiona Staples.
A sua mistura elegante de géneros, aliada a um sentido de crítica social mordaz e uma boa pitada de humor e sexo, complementada pela arte pormenorizada e elegante de Fiona Staples — que atinge um equilíbrio difícil entre o realismo das ilustrações e o lado abstracto das suas sombras, cores e cenários — tornou SAGA num dos fenómenos sem precedentes nos comics americanos, uma saga subversiva para adultos.

SAGA tem sido descrito como muita coisa, um épico de ficção científica cruzada com fantasia, com romance e comédia à mistura, como um encontro entre a Guerra dos Tronos e a Guerra das Estrelas ou Romeu e Julieta no espaço. É também um dos comics independentes de maior sucesso dos últimos anos, e talvez uma das bandas desenhadas mais premiadas de todos os tempos, tendo ganhado praticamente todos os prémios Eisner e Harvey para que foi nomeado nas duas últimas edições. SAGA venceu três Prémios Eisner, o galardão máximo da banda desenhada anglo-saxónica: Melhor Série em Continuação, Melhor Nova Série e Melhor Argumento, um feito sem precedentes para um comic independente. Foi também premiado com o Hugo para Melhor História Gráfica — os Hugos distinguem a melhor ficção-científica publicada em cada ano. Finalmente, foi distinguido com seis Harveys, que premeiam os melhores comics independentes, como Melhor Argumento, Melhor Artista, Melhores Cores, Melhor Nova Série, Melhor Série em Continuação, e Melhor Single Issue (melhor número solto de uma série) e Melhor Artista de Capa.
O primeiro volume de SAGA esteve disponível no fim de semana de 1 e 2 de Novembro, no Festival da Amadora, e será comercializado em Novembro em bancas e livrarias.

168 páginas, cor, capa dura
ISBN 978-87-91630-82-8
PVP: €8,99

nota: as imagens foram gentilmente cedidas pela editora.