O quarto volume da coleção da Levoir distribuída pelo diário Público Poderosos Heróis Marvel intitula-se Viúva Negra: O Manto da Viúva, tendo como autores Greg Rucka e Devin Grayson no argumento, e Igor Kordey e J.G. Jones no desenho.

Desengane-se quem possa pensar que neste volume se encontra a resolução da narrativa paralela da Viúva Negra iniciada no volume anterior da coleção. Esse enredo culminou na primeira série das revistas Iron Man #276 e 277 (os dois números seguintes aos constantes do 3.º volume Poderosos Heróis Marvel). Os leitores mais antigos estão certamente à espera que forneça a informação sobre quais as revistas brasileiras da Abril que contêm esses dois números. Ledo engano, estas BD não foram publicadas no Brasil, transitando o Homem de Ferro temporariamente com o #278 da sua revista norte-americana homónima para a revista brasileira do Capitão América #197. Deste modo, esses 2 números permanecem inéditos em português e os leitores curiosos em conhecer o final dessa história terão de procurar as bandas desenhadas em inglês.

Regressando ao presente volume, é a prova da importância do Universo Marvel Cinematográfico. Provavelmente, a Viúva Negra jamais constaria desta coleção caso a personagem não tivesse sido escalada para os filmes da Marvel, sendo interpretada por Scarlett Johansson. Mas não é só nesta coleção portuguesa que tal se verifica. Criada em 1964 por Stan Lee, Don Rico e Don Heck, a origem de Natasha Romanova remonta a Tales of Suspense #52, como uma antagonista para o Homem de Ferro. No entanto, apesar de ser uma personagem que pode ser lida em mais de um milhar de histórias, como coprotagonista (foi parceira de Demolidor, Gavião Arqueiro e Capitão América, entre outros), elemento da S.H.I.E.L.D. ou integrante de uma equipa (Vingadores, Heróis de Aluguer, Marvel Knights ou Os Campeões, entre outras), até à sua incursão cinematográfica teve direito a cerca de 15 revistas em nome próprio, ao longo de três séries. Aquando da sua primeira aparição no filme Iron Man 2, uma tímida quarta série disponibilizou mais 8 números, mas seria com a crescente popularidade da personagem que em março de 2014, integrada no evento All-New Marvel, se iniciou a sua quinta série, a qual tem para o mês que vem planeado o seu 20.º número.

No entanto, não é com nenhuma dessas aventuras que se inicia o presente volume, mas sim com a minissérie de 3 fascículos Black Widow: Pale Little Spider, lançados originalmente há 13 anos. Esta banda desenhada dedica-se a Yelena Belova, narrando a origem desta viúva negra, uma das várias viúvas negras criadas pelos soviéticos, e que os leitores norte-americanos já conheciam, por ter sido confrontada por Natasha Romanoff na sua primeira minissérie em 1999, após uma fugaz aparição em Inhumans #5 (1999). Da autoria de Greg Rucka e Igor Kordey, esta  minissérie foi editada pelo selo MAX da Marvel, uma das linhas criadas em 2001 pela editora após ter abandonado o Comics Code Authority. O selo MAX destinava-se a um público adulto, razão porque todas as revistas apresentavam em parangonas parental advisory explicit content, numa altura em que a editora dava os primeiros passos a explorar o que a aparente “liberdade” lhe permitia. Como os leitores europeus constataram, não permitia muito…

A segunda minissérie reunida neste volume é o supramencionado encontro das viúvas negras em 1999, da autoria de Devin Grayson e J.G. Jones. Foi publicada sob o selo editorial Marvel Knights, criado em 1998, o qual abordava temas mais maduros que os da linha editorial principal, sendo destinada principalmente a adolescentes mais velhos. No entanto, não lidava com os temas mais adultos abordados pela MAX. Cronologicamente, esta minissérie tem lugar após a história anterior.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

«A vida de Natasha Romanova sempre foi muito movimentada – espia soviética, refugiada no Ocidente, assassina profissional e Vingadora, a sua carreira letal tornou-a famosa em todo o mundo. Mas agora, os seus dias como Viúva Negra podem ter chegado ao fim. Yelena Belova, a nova Viúva Negra, pretende reclamar o manto que ela acha que foi roubado à Mãe Rússia. A batalha das duas Viúvas vai levá-las das ruas geladas de Moscovo e dos desertos do Médio Oriente às ruas de Nova Iorque. Qual das duas Viúvas sairá vencedora deste confronto?

O primeiro herói desta colecção a ter uma estreia em português é uma heroína, a Viúva Negra, personagem que conheceu recentemente uma renovada popularidade, graças sobretudo aos filmes recentes da Marvel (com relevo para os dois filmes dos Vingadores), em que ela tem uma importância grande, como agente da SHIELD e como membro dos Vingadores, interpretada brilhantemente por uma das grandes actrizes contemporâneas, Scarlett Johansson.

Criada originalmente por Stan Lee, Don Rico e Don Heck em 1964, em plena Guerra Fria, nas páginas de Tales of Suspense #52, a Viúva Negra é Natasha Romanova, uma espia soviética que tinha a capacidade de sedução como arma principal para conseguir os seus objectivos, que passavam por roubar os segredos industriais de Tony Stark, o Homem de Ferro. Mas rapidamente Natasha abandona os seus antigos patrões, pede asilo no Ocidente e junta-se aos Vingadores. E é precisamente a sua presença ao lado dos heróis, seja pela sua filiação nos Vingadores, seja pelas relações amorosas que estabelece com alguns heróis como o Gavião Arqueiro ou o Demolidor, que faz com que o leitor se esqueça que a Viúva Negra é, antes de tudo, uma espia.

É todo o seu passado e história como espia que são recuperados neste volume, em duas histórias que nos lembram ao mesmo tempo, as suas origens (como membro dum programa de treino especial soviético, que tem produzido Viúvas Negras ao longo das décadas) e a sua carreira como agente especial. Greg Rucka assina uma dessas histórias (Pale Little Spider no original), lançada em mini-série em 2002, e que nos conta como Yelena Belova, uma jovem recruta russa, se transforma na nova Viúva, num conto com uma carga erótica pouco comum no universo Marvel. Rucka conta aqui com a arte do ilustrador russo Igor Kordey, cujo estilo sombrio se revela perfeito para uma história passada no submundo de Moscovo.

A segunda história (The Itsy-Bitsy Spider, editada originalmente em mini-série em 1999, uns anos antes da história de Rucka, mas que se passa depois dessa primeira história) é assinada pela escritora Devin Grayson, com desenho do sempre espectacular de J.G. Jones – com o seu traço elegante, rigoroso e sensual – e conta a primeira confrontação entre a Viúva Negra original, e a sua sucessora, a pretendente ao Manto da Viúva.»

Viúva Negra: O Manto da Viúva
152 páginas a cores
formato comic
capa dura

Reúne Black Widow: Pale Little Spider (Black Widow #1-3, 2002) e Black Widow: The Itsy-Bitsy Spider (Black Widow #1-3, 1999).