O volume desta semana da série da Levoir distribuída com o Público Poderosos Heróis Marvel dedica-se aos X-Men, compilando os números Astonishing X-Men #25-30 e o especial Ghost Boxes #1 (2008). Ressalve-se que, ao contrário do que consta no press release da editora, o especial Ghost Boxes #2 não consta do volume. Caixa Fantasma tem autoria de Warren Ellis e Simone Biachi, não tendo sido exportadas para Portugal as revistas brasileiras que reproduzem essas histórias, pelo que este material jamais foi distribuído no nosso país.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:
Os X-Men já passaram por muitas peripécias e transformações, e depois da Feiticeira Escarlate ter reduzido drasticamente o número de mutantes no mundo, a sua posição parece cada vez mais delicada. Mas agora, com uma nova base de operações, um novo uniforme e uma equipa reformulada, vão ter de mergulhar numa aventura como nunca antes enfrentaram, que os levará de uma investigação policial em São Francisco a um cemitério de naves alienígenas, e quem sabe mais além… a um universo paralelo!
X-Men: Caixa Fantasma assinala o regresso de dois criadores já conhecidos dos leitores: Warren Ellis e Simone Bianchi. Ellis, que os leitores já conhecem de Homem de Ferro: Extremis, é um dos mais inovadores argumentistas de comics actuais, conhecido pelo seu trabalho de “desconstrução” dos super-heróis em séries tão famosas como The Authority ou Planetary; e o italiano Simone Bianchi, que ilustrou Wolverine: Evolução. Esta dupla teve o difícil desafio de suceder ao autor e cineasta Joss Whedon (conhecido principalmente por ser o realizador dos filmes dos Vingadores) e ao desenhador John Cassaday, na série Astonishing X-Men, na altura um dos maiores sucessos comerciais e críticos dos anos recentes da Marvel.
Warren Ellis cria uma história cativante, com aventura e emoção, a que não falta um toque de humor, sobretudo nos diálogos de Emma Frost. Vamos poder assistir ao início de uma nova fase dos X-Men, ideal para leitores novos da série: os X-Men têm um novo quartel-general, uma equipa renovada e têm de enfrentar as consequências do Dia-M, em que a Feiticeira Escarlate reduziu drasticamente o número de mutantes na Terra de milhões para poucas centenas (conforme vimos no volume
Dinastia de M), deixando o Homo Superior à beira da extinção. Será esse o grande desafio dos X-Men, assegurar a continuação do seu povo, enquanto enfrentam um mistério com possíveis origens extra-dimensionais…
Mas não podemos deixar de referir o extraordinário trabalho do desenhador italiano Simone Bianchi. Nascido em 1972, Bianchi estreou-se na Marvel com
Evolução, uma história do Wolverine que pudemos ler na colecção Universo Marvel, mas este volume deixa perceber claramente a grande evolução do seu traço. Há um cuidado maior nos pormenores, mantendo-se inalterável um excelente sentido de composição, que lhe permite pensar a página e a dupla página com uma unidade estética autónoma, sem que com isso a narrativa perca legibilidade. E a escala cósmica e multidimensional desta aventura, proporciona-lhe algumas paisagens futuristas. Imagens complexas, que possibilitam espectaculares composições de dupla página e que acentuam a dimensão épica desta história.

160 páginas a cores, formato comic, capa dura.