Crónicas de Arquitectura da autoria de Pedro Burgos é uma edição Turbina – Associação Cultural / Mundo Fantasma. Começando pelo início, de extremo interesse é o prefácio de Manuel Graças Dias. Uma vez narrados os diferentes tipos de relação que estabeleceu com o Pedro Burgos ao longo de duas décadas, centra-se na relação editor-autor, descrevendo desde os mais corriqueiros processos tecnológicos (a transferência de ficheiros através da plataforma holandesa online de armazenamento em nuvem We Transfer) até à exploração psicológica dos métodos de trabalho de ambos enquanto editor e colaborador no JA: Jornal Arquitectos, onde as BD que constam deste volume foram originalmente publicadas.

Muito importantes também, parcialmente pela raridade com que o leitor é presenteado com tal, são os “esquissos” a que se refere Graças Dias no prefácio. Tratam-se das planificações das pranchas, permitindo que rapidamente se vislumbre as soluções, frequentemente arquitetónicas, de Burgos na construção de cada um dos layouts.

Apesar da liberdade total enquanto autor completo para o desenvolvimento da obra, o mote para cada uma das BD de 1 página era fornecido pelo tema do número do JA, informando-se previamente o autor dos diversos ângulos e questões que estavam a ser debatidas naquele número, denominado-se a secção da revista onde eram publicadas de Crónicas Desenhadas. Das 12 Crónicas Desenhadas do JA, uma foi da autoria de Ana Cortesão, num número dedicado à mulher, obviamente ausente nesta obra de Pedro Burgos. Nesse sentido, para garantir a presença de 12 crónicas no presente volume, Burgos convidou Graças Dias para elaborar o texto para uma prancha inédita, a qual encerra o livro.

Apesar da formação e profissão de Burgos – arquiteto – e dos destinatários da revista onde as Crónicas Desenhadas foram publicadas – arquitetos – o autor conseguiu quase sempre evitar um humor hermético, o que origina uma mais-valia para a publicação a que nos referimos, uma vez que, sem dificuldade, permite esboçar sorrisos e reflexão a todos os leitores, independentemente da sua profissão, dada a extrema acessibilidade da mesma.

Lançada em março de 2013, por altura de uma exposição do autor na Mundo Fantasma, a publicação encontra-se à venda nesta ou através da Turbina.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:
Durante o triénio de 2009-2012, Pedro Burgos publicou a sua “Crónica Desenhada” no JA: Jornal Arquitectos, publicação oficial da Ordem dos Arquitectos – ao ritmo trimestral de uma página. Respondendo ao convite do Arq. Manuel Graças Dias, que então assumiu a direcção editorial do JA, esta crónica constituiu uma colaboração regular sob a forma de banda desenhada, transformando os sucessivos temas lançados pela revista em pequenos “ensaios” gráficos, o que permitiu abordar as convenções, ambições e frustrações do meio arquitectónico num registo aparentemente “lúdico” e naturalmente autocrítico visto Pedro Burgos ser arquitecto de formação e profissão. Nesta compilação das pranchas produzidas para o JA; ganha-se uma crónica inédita – especialmente escrita por Manuel Graças Dias – e juntam-se esboços que antecederam o desenho final de cada uma das páginas.

28 páginas a uma cor em papel Munken de 130g/m2, capa a duas cores e uma sobrecapa transparente numa terceira cor.