bandasdesenhadas

No dia 3 de outubro ocorre, a nível internacional, o 24 Hour Comics Day. É uma celebração anual da criação de banda desenhada. Neste dia, os criativos que assim o desejarem, submetem-se ao desafio de criar uma história de banda desenhada de 24 páginas, algo que por norma implica vários meses de trabalho, em 24 horas seguidas. Muitos participantes reúnem-se em locais oficiais do evento – como livrarias, escolas ou bibliotecas -, outros reúnem-se em privado e os demais trabalham sozinhos.

Desde 2004 que o evento tem lugar, tendo ocorrido todos os anos. Os milhares de participantes de pelo menos 5 continentes que criaram dezenas de milhares de páginas de banda desenhada original compreendem a quase totalidade das faixas etárias, desde aqueles que nunca tinham tentado desenhar anteriormente uma vinheta até àqueles com décadas de experiência profissional na criação de banda desenhada.

Temos conhecimento que este ano um dos locais em que o evento decorre  é o Centro de Juventude no Funchal, co-organizado pela Livraria Sétima Dimensão e pela Direção Regional da Juventude e Desportos, encontrando-se aqui o regulamento.

Este evento transportou-nos no tempo até 2006 e o que o outrora portal bdesenhada.com escreveu sobre este evento através de resenhas sobre livros, fanzines e eventos relacionados com esta temática. Recuperaram-se alguns desses textos, de modo a disponibilizar novamente este conteúdo na web.


24 Hour Comics

24hourcomicsScott McCloud, o editor deste volume, conta como tudo aconteceu no longínquo Verão de 1990. O leitor fica não só a conhecer a génese desta ideia que se alastrou pelo mundo fora, como o que significam as suas variantes Gaiman, Eastman e online.
O objectivo é simples: criar uma história de BD em 24 horas, desde a elaboração do argumento ao produto final.
McCloud seleccionou, para este volume, 9 das suas BD favoritas realizadas por este processo entre 1990 e 2004.
Assim estão incluídas A Life in Black and White de Steve Bissette (musa inspiradora de McCloud para o 24 Hour Comics, sendo a 2.ª BD feita mundialmente nestes moldes), Little Remains de Alexander Grecian, Cat de Paul Winkler, uma BD inominada do esloveno Jakob Klemenčič, First Warning de Matt Madden, Being an Account of the Life and Death of the Emperor Heliogabolus de Neil Gaiman (segundo rezam as lendas, o argumentista não desenhava há 14 anos; esta é a 5.ª história produzida e gerou a variante Gaiman), Minutiae de David Lasky, The First Koan de K. Thor Jensen e The Invisible Library de Al Davinson.
Após a leitura, ao leitor resta apenas uma dúvida: McCloud fez um esforço gigantesco e conseguiu escolher la crème de la crème ou a mente humana consegue realizar maravilhas em apenas 1 dia?

24 Hour Comics
ed. Scott McCloud
(vários autores)
About Comics, 2004 (EUA)
240 pp, brochado
ISBN 0-9716338-4-3


24 Hour Comics Highlights 2004highlights2004Pela primeira vez, em 2006, em Portugal, houve 2 eventos relacionados com os 24 Hour Comics. Curiosamente, ambos de 12 horas (12 Hour Comics), um na Ilha da Madeira e outro em Beja.
Após a publicação do 24 Hour Comics, a editora About Comics editou 24 Hour Comics Day Highlights 2004, com edição de Nat Gertler, o inventor do dia internacional dedicado a produzir os 24 Hour Comics.
Tendo ocorrido em 24 de Abril de 2004, contou com mais de 500 participantes dos EUA, Canadá, Bélgica, Inglaterra, Alemanha, Chile, Coreia do Sul e Hong Kong.
Neste extenso volume, Gertler reuniu 24 BD, tentando incluir um pouco de tudo: trabalhos de autores conhecidos (p.e., Christian Gossett, Paul Smith, Joel Priddy, Eric Wolfe Hanson, Josh Howard ou Ken Lashley) e ilustres desconhecidos, crianças e adultos, humor, acção e introspecção, a solo e colectivos, BD de 24 páginas e BD com menos (variante Gaiman), a lápis e a tinta, por meios tradicionais e por meios diferentes, provenientes de locais que foram anfitriões do dia e experiências a solo, dos EUA e outros países; além de que tinham de caber todos nas 496 páginas.
Existe assim um pouco de tudo para todos os gostos e cabe ao leitor descobrir as suas pérolas.
Devido a um erro de impressão, na história de Michael Connor surge repetida uma página, evidenciando a omissão de outra. A página omissa foi colocada online em http://www.24hourcomics.com/24HCD2004missingpage.html (N.E. – já não disponível),  encontrando-se também impressa no livro congénere de 2005.

24 Hour Comics Day Highlights 2004
ed. Nat Gertler
(vários autores)
About Comics, 2004 (EUA)
496 pp, brochado
ISBN 0-9753958-0-7


24 Hour Comics All-Stars

allstarsO 3.º volume publicado relacionado com os 24 Hour Comics é, tal como aconteceu com o anterior, editado por Nat Gertler. Desta feita, Gertler compila nove 24 Hour Comics realizados por autores de banda desenhada, intitulando a colectânea de 24 Hour Comics All-Stars. O livro abre com o primeiro 24 Hour Comic alguma fez feito, o de [b]Scoutt McCloud[/b], o inventor do conceito. A Day’s Work, elaborado em 31 de Agosto de 1990, tem, sem dúvida alguma, um desenvolvimento inesperado, e reúne a essência do que é um 24 Hour Comic.
Segue-se Tone Rodriguez (autor de The Covenant, da Image), o qual criou Nemesis no 24 Hour Comics Day de 2004, numa loja californiana anfitriã do evento, onde, entre outros, também se encontrava Christian Gossett (cuja história está compilada no volume anterior).
Chris Eliopoulos (Franklin Richard: Son of a Genious é também da sua autoria) utiliza o seu estilo mais próximo das tiras cómicas para elaborar The Present (2000).
Me & My Monkey: The Seven Pillows of Fate (elaborado no 24 Hour Comics Day de 2004) foi o segundo 24 Hour Comic de John Peters, uma vez que 3 meses antes tinha elaborado o seu primeiro. Desta 2.ª vez conseguiu atingir as 24 páginas e um argumento mais elaborado.
Paul Smith (autor de The Golden Age ou The Uncanny X-Men) realizou em vez de uma única história de 24 páginas, uma série de histórias curtas não relacionadas entre si, cuja primeira (de 4 páginas) já tinha sido publicada no 2.º volume. Desta vez, pode ser lida a totalidade das histórias, sendo a 1.ª uma ficção do que poderia acontecer no 24 Hour Comics Day e as restantes histórias verídicas que aconteceram com o autor ou a sua família.
Quem também optou por 4 histórias curtas foi David Chelsea neste seu segundo 24 Hour Comic, que na verdade lhe demorou 26 horas a completar (variação Eastman), ao contrário da sua primeira incursão, na qual conseguiu cumprir o tempo.
Segue-se o nomeado para prémios Eisner, Ignatz e Harvey, e a quem já foi concedido um Xeric, Tom Hart e a sua surpreendente história intitulada Maria.
O argumentista da Marvel Sean McKeever desenhou a sua primeira história de BD com este Counter, tendo comprado material de desenho de propósito para este fim. Esqueceu-se foi da borracha, mas pediu-a emprestado aos restantes participantes numa das lojas anfitriãs do 24 Hour Comics Day 2004 em Ohio.
O livro termina com Dave Sim e a sua Bigger Blacker Kiss (numa referência à série para adultos Black Kiss de Howard Chaykin, compilada nos volumes Big Black Kiss). O estilo visual  é minimalista: uma personagem, poucas vinhetas, e o mínimo possível do mundo que a rodeia (sem fundos e frequentemente sem sequer a cadeira onde está sentada). Tudo isto contribuiu para que tivesse sido realizada em menos de 15 horas, sendo um dos primeiros 24 Hour Comics a ser realizado nos anos 90. Aliás, foi, em parte, graças a Sim e o seu Cerebus que esta ideia foi sendo divulgada pelos leitores, uma vez que Sim publicou na revista não só a sua história mas também as primeiras tentativas que foram sendo feitas.

24 Hour Comics All-Stars
ed. Nat Gertler
(vários autores)
About Comics, 2005 (EUA)
240 pp, brochado
ISBN 0-9753958-4-X


24 Hour Comics Highlights 2005

highlights2005

E a 23 de Abril de 2005, ocorreu o 2.º 24 Hour Comics Day. Além dos EUA, o evento foi oficialmente organizado no Canadá, França, Alemanha, Holanda, Sérvia e Tailândia, tendo existido ainda submissões vindas da Antígua, Austrália, Dinamarca, Reino Unido e Noruega.
Tal como no Highlights 2004, o editor Nat Gertler optou nesta compilação – Highlights 2005 – pela diversidade e assumiu os constrangimentos (número limite de páginas e não ser possível incluir histórias a cores ou sexualmente explícitas). Devido à opção pela diversidade, muitas das histórias nestas 2 antologias não apresentam arte detalhada e precisa mas sim uma enorme gama de estilos (ou a sua falta) na arte e na forma como o evento foi encarado.
No total são 24 histórias, a maioria das quais vale muito a pena ler!
nota: em 2006, o evento ocorrerá a 7 de Outubro.

24 Hour Comics Day Highlights 2005
(vários autores)
ed. Nat Gertler
About Comics, 2005 (EUA)
496 pp, brochado
ISBN 0-9753958-6-6


robinsonalexExcerto de entrevista conduzida por Nuno Pereira de Sousa a Alex Robinson

NPS: Como foi a sua experiência no desafio 24 Hour Comics?
AR: Eu e o meu amigo Mike Dawson entrámos no desafio há alguns anos e foi uma experiência louca. Tentámos novamente no ano seguinte mas falhámos; mas recomendo a todo o autor de BD que tente o desafio pelo menos uma vez (para quem nunca ouviu falar, 24-hour comics foi inventado por Scott McCloud e envolve fazer uma BD de 24 páginas em 24 horas). Foi torturante mas fiquei tão contente por conseguir e os resultados ficarem… bem, pelo menos legíveis.


24 Hour Comics Day de 2006 inclui Portugal

Pela primeira vez, Portugal vai ter um local oficial para se desenrolar o 24 Hour Comics Day, que terá lugar no próximo dia 7 de Outubro. Mas poderá ter mais…
Já abordámos este evento a propósito das compilações dele resultantes (24 Hour Comics, 24 Hour Comics Day Highlights 2004, 24 Hour Comics All-Stars e 24 Hour Comics Day Highlights 2005). Este ano, até ao momento existem 66 locais oficiais onde se desenvolverá tal actividade, divididos por 12 países.
Em Portugal, o 24 Hour Comics Day terá lugar na ilha da Madeira, mais concretamente na Livraria Sétima Dimensão:
Rua Câmara Pestana, Nº 18 – 2º Andar, Sala 2, Funchal, Madeira
email: roberto@setimadimensao.com
tel: 962307063
Para os continentais que gostavam de participar, deixa-se aqui o desafio que outros anfitriões ainda se podem se candidatar. Leia as condições aqui.

Eis o press release:
No dia 7 de Outubro irá decorrer uma nova maratona de criação artística, destinada a todos os apreciadores da Banda Desenhada. Este evento, que irá ter início às 10 horas do Sábado (7 de Outubro) e finalizar às 10 horas do Domingo (8 de Outubro). Implica a criação de uma Banda Desenhada de 24 páginas criadas num período de 24 horas consecutivas.
Na Madeira, será organizado pela Livraria Sétima Dimensão em parceria com a Secretaria Regional dos Recursos Humanos.
A participação deste evento está aberta a todos os interessados, sem limites de idade. Quem desejar participar neste grande evento das 24 horas (a nível mundial e inédito a nível nacional), basta ler o regulamento, preencher o documento word que se encontra no site da Livraria Sétima Dimensão e e enviar por e-mail parageral@setimadimensao.com
Em alternativa, existem também fichas de inscrição disponíveis na Livraria Sétima Dimensão, na Galeria Mouraria e na Direcção Regional da Juventude.
Todos os trabalhos serão depois enviados para os Estados Unidos, pois estão habilitados a serem considerados por Scott McCloud para ser incluídos na antologia que é feita todos os anos, com os melhores comics de 24 horas elaborados nesse ano.
Seguem as condições gerais de Participação:
01. Não é necessário o pagamento de qualquer taxa de inscrição. A participação neste evento é gratuita. Basta para o efeito preencher esta ficha de inscrição e entregá-la na Livraria Sétima Dimensão, na Direcção Regional da Juventude ou na Galeria Mouraria antes da data limite de inscrição.
02. O Objectivo deste evento é tentar criar uma Banda Desenhada de 24 páginas em 24 horas consecutivas, ou seja, uma história completa: Argumento, arte-final, legendas, cores (se o artista desejar criar uma BD colorida), TUDO! Uma vez que a caneta toca o papel, o relógio começa a contar. 24 Horas depois, a caneta levanta, para não descer novamente. Mesmo toda a parte de verificação e correcção de erros tem que ocorrer no mesmo período de 24 horas.
03. O evento inicia-se às 10 horas do dia 07 de Outubro (Sábado) e a criação das Bandas Desenhadas acaba às 10h00 horas do dia 8 de Outubro (Domingo).
04. Estas BDs de 24 horas destinam-se a ser criadas por uma única pessoa em 24 horas consecutivas. O objectivo deste evento é que cada autor de BD tente ver os limites da sua criatividade num período limitado de tempo, ao completar a dimensão da história prevista no prazo estipulado. Ao reunirmos os artistas no espaço comum, e trabalhar lado a lado, estaremos a ter apoio mútuo, mas não esforço mútuo.
05. Não é permitido trazer esboços, resumos do argumento ou algum outro tipo de preparação directa antes deste período. Preparação indirecta como ferramentas de desenho, material de referência, comida ou música são elementos aceitáveis que se podem trazer para o evento.
06. Não há restrições a nível de formato do desenho ou técnica a nutilizar para a criação dos trabalhos.
07. Cada participante deverá trazer o material necessário para a realização da sua BD e será responsável pelo seu equipamento de desenho, quer seja tradicional ou digital.
08.   A participação neste evento implica a aceitação das suas condições gerais e regulamentos.
09. Os casos omissos serão resolvidos pela Organização.
10. A data limite de inscrição é o dia 05 de Outubro de 2006.


Excerto de notícia “Sétima Dimensão lança fanzines madeirenses”

No dia 27 de Outubro de 2016, a livraria especializada em BD Sétima Dimensão, localizada no Funchal, festejou os 2 anos de existência. Entre outras actividades, houve o lançamento de fanzines realizados por autores madeirenses.
Nevermind the Dog; Beware of the Owner apresenta o trabalho de Ricardo Ferreira (argumento) e Sílvio Cró (desenho). O artista plástico torna assim a deixar-se seduzir novamente pela BD após as maratonas organizadas pela referida livraria.
A outra publicação foi baptizada de Mangazine e apresenta o trabalho da autora Lúcia Oliveira, onde, tal como o nome indica, se revelam grandes influências da banda desenhada nipónica.
A nível de fanzines, foi também disponibilizada a 2.ª edição de 12 Horas (uma vez que a 1ª edição tinha esgotado), o fanzine que reuniu 4 bandas desenhadas produzidos no evento homónimo, que acabou por ser uma espécie de aquecimento para o 24 Hours Comics Day que teve lugar este ano.