O Papiro de César, o 36.º álbum das aventuras de Astérix, o Gaulês, estará disponível a partir do dia 22 de outubro, editando a Asa uma versão em português e outra em mirandês.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:
Aos comandos desta nova história, os talentosos JEAN-YVES FERRI (argumentista) e DIDIER CONRAD (desenhador), já bem conhecidos dos fãs de Astérix. Os seus caminhos cruzaram-se em 2013, aquando da publicação do álbum, “ASTÉRIX ENTRE OS PICTOS”. O acontecimento era de peso e a pressão avassaladora: tratava-se do primeiro álbum de Astérix concebido e realizado por novos autores sob o olhar benevolente do co-criador Albert Uderzo, que 3 anos antes havia decidido “pousar os lápis” após mais de 70 anos de carreira. Além disso, a procura era muito intensa, já que os leitores de todo o mundo aguardavam uma nova aventura de Astérix há 8 anos!
Hoje em dia o álbum é um verdadeiro sucesso a nível mundial (mais de 5,4 milhões de álbuns vendidos em 24 línguas e dialetos) e continua a ser o acontecimento editorial do ano 2013.
Desde então, motivados pelo entusiasmo dos leitores e pela confiança de Albert Uderzo e de Anne Goscinny (filha de René Goscinny), os dois novos autores trabalharam incansavelmente na criação desta nova história, mantendo-se sempre fiéis ao desafio inicial: respeitar os valores desta série de BD de culto à escala mundial, criada por dois verdadeiros génios da banda desenhada, René Goscinny e Albert Uderzo.
Foi “a promoção” do álbum anterior que lhes deu a ideia para esta nova obra. E depois foram precisos dois anos de trocas de ideias, de sessões via Skype, de esboços, ensaios, retoques e alterações sucessivas até apresentarem “O PAPIRO DE CÉSAR”: uma aventura na linha da mais pura tradição dos álbuns de Astérix. A anterior aventura levava os nossos heróis até à Caledónia (Escócia) e desenrolava-se entre os clãs escoceses; esta tem portanto por pano de fundo a Gália. César terá apenas de sair de Roma e deslocar-se até terras gaulesas para visitar os seus melhores inimigos!
Enquanto se aguarda o lançamento do álbum e a abertura excecional de várias livrarias à noite, algumas informações já foram sendo divulgadas. Assim, Albert Uderzo – orgulhoso e divertido – já se declarou arrebatado pelos autores, de tal forma a ideia da sua nova intriga, concebida em torno da “Guerra das Gálias”, lhe parece excelente: é a História dentro da história!
E porque não há boas histórias sem um bom vilão, também já se sabe que esta aventura conta com um tal de Bónus Vendetudus, conselheiro de César. Sobre ele já se disse que é uma sábia mistura de personagens incontornáveis do nosso mundo atual… Promissor!
Mas, afinal, que diabo contém o tal papiro de que fala o título deste álbum? E qual vai ser o papel de César nesta história? Será que os Gauleses vão de novo fazer tremer o Império Romano e enfurecer o grande Júlio?
A 29 de outubro de 2015, Astérix fará 56 anos. A festa promete ser grande e o Gaulês parece não ter ainda ganho sequer uma ruga. O segredo da sua eterna juventude fica naturalmente a dever-se ao imenso talento dos autores que o criaram e ao daqueles que agora os substituíram. A publicação desta nova aventura é antes de mais uma história de paixão, da paixão de dois rapazinhos pela banda desenhada em geral e por Astérix em particular. Jean-Yves Ferri e Didier Conrad nasceram no mesmo ano que o pequeno herói de bigode farfalhudo, cresceram ao ritmo das suas viagens e das atribulações da aldeia dos gauleses irredutíveis e, hoje, ei-los responsáveis por continuar a dar vida a este pequeno mundo! Albert Uderzo sempre entendeu que Astérix deveria continuar a viver para deleite dos milhões de leitores da série, e esta nova dupla de autores veio tranquilizá-lo a esse respeito: Astérix tem ainda muitas e boas aventuras para viver e partilhar em todo o mundo.