O 14.º volume da coleção Poderosos Heróis Marvel é dedicado a Hulk, com o título Futuro Imperfeito. Na verdade, o volume inclui a banda desenhada homónima, escrita por Peter David e desenhada por George Pérez, bem como O Fim, de David e Dale Keown. Se a primeira BD nunca tinha sido editada em Portugal, a segunda tinha sido publicada em 2003 na revista O Incrível Hulk #20, o último número de uma coleção dedicada ao Gigante Verde, editada pela Devir e distribuída pelos periódicos Jornal de Notícias e Diário de Notícias.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:
Ele é o mais forte de todos os heróis, a mais indestrutível e violenta força do universo Marvel… e talvez apenas o tempo possa vencer o Incrível Hulk! Peter David, um dos maiores argumentistas de sempre do Hulk, mostra-nos aqui dois contos distópicos do Hulk no futuro. Em Futuro Imperfeito, o Hulk é o último super-poder vivo e governa um mundo pós-apocalíptico sob a forma do maléfico Maestro. E em O Fim, o titã verde percorre uma paisagem devastada e árida, e terá de defrontar a sua némesis final.
Peter David é um dos argumentistas de comics que está mais ligado ao Hulk, uma das mais populares personagens da Marvel, e aquele que mais tempo presidiu aos destinos do Golias Verde nas páginas da revista The Incredible Hulk, onde se manteve durante doze anos, entre 1987 e 1999. Nesse período, subverteu completamente a premissa base dos criadores do Hulk (Stan Lee e Jack Kirby), que era claramente inspirada no Dr. Jekyll e Mr. Hyde, de Robert Louis Stevenson; decidiu explorar as diferentes personalidades e os traumas e recalcamentos da personalidade de Banner antes de se tornar super-poderoso, que a explosão de raios Gama não fez mais do que exacerbar, e mostrando até que ponto a personalidade do Hulk é ela própria uma manifestação desses traumas antigos. Nesses doze anos, David recuperou a revista, cujas vendas tinham caído desde os tempos de glória da popularidade do Hulk nos anos 70, e tornou-a num dos títulos de leitura obrigatória da Marvel. Neste livro, David explora o futuro de Hulk em Futuro Imperfeito, um futuro distópico em que a versão futura do próprio Hulk é um tirano que governa com punho de ferro, que só o Hulk do presente poderá deter. Uma história superiormente ilustrada por George Pérez, que inverte a premissa do filme O Exterminador Implacável, e que é considerada como uma das melhores histórias de sempre do Gigante Verde.
Já em O Fim, ilustrada por Dale Keown, assistimos a uma versão ainda mais apocalíptica do futuro, naquela que é literalmente a última aventura do herói, sozinho num mundo desolado, onde Bruce Banner está condenado a permanecer o último ser humano vivo, pois o Hulk não o deixa morrer. A obra de Peter David no Hulk valeu-lhe um Prémio Eisner em 1992, que partilhou com Dale Keown (que era na altura o desenhador da série), para Melhor Equipa Criativa Escritor/Artista.

Hulk: Futuro Imperfeito
160 páginas a cores, formato comic, capa dura.