Já é conhecida a obra vencedora do prémio pecuniário da edição de 2015 de Toma lá 500 paus e faz uma BD da Chili Com Carne com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude. A obra vencedora desta 3.ª edição foi ACEDIA de André Coelho, o primeiro livro de BD a solo do autor, que terá um número superior a 100 páginas e tem como previsão de lançamento o primeiro semestre de 2016.

Eis a antevisão de algumas páginas da obra:

Eis a sinopse da editora:
Um homem, Daniel, sofre de distorções na sua percepção visual devido a um corpo estranho alojado algures na cavidade ocular. Apesar da insistência das notificações hospitalares para dar início aos seus tratamentos, ele vê-se confrontado com a hipótese das suas alucinações estarem a proporcionar-lhe uma fuga para uma nova percepção da realidade. Daniel terá que optar entre encarar a sua doença como um sinal evidente da sua mortalidade ou como uma intensificação da vida.

A Chili Com Carne referiu ainda que esta edição do concurso foi aquela que teve mais participações (onze), com uma qualidade média que originou pequenas e animadas discussões no seio do Júri. O trabalho de Coelho foi escolhido pelo Júri devido a conseguir apresentar um equilíbrio entre experimentação e tradição na banda desenhada, estabelecendo um paradoxo entre a sua energia criativa com o ambiente mórbido da narrativa. Especula-se ainda que a personagem do livro seja um alter-ego do autor e que alguns episódios sejam autobiográficos mas que na sua essência se esteja no domínio da ficção – ou da auto-ficção?

ANDRÉ COELHO nasceu em 1984 em Vila Nova de Gaia, onde reside. Tem vindo a desenvolver o seu trabalho como ilustrador no âmbito do Rock, Punk, Metal e música experimental, criando capas de discos, merchandising e cartazes. Paralelamente faz edições de pouco ou nenhum sucesso através da Latrina do Chifrudo, editora que mantém com Sara Gomes, na qual edita fanzines e discos. Tem vindo a trabalhar regularmente com a Witchcraft Hardware e com a Malignant Records. Entre várias bandas que fez parte destacam-se os Sektor 304 e Profan. Têm participado nas várias antologias da Chili Com Carne com desenho, BD e textos e em exposições pelo Reino Unido, Finlândia, Suécia, EUA, Espanha, Itália, Portugal e Brasil. A sua estreia monográfica foi com Terminal Tower, em 2014, em parceria com Manuel João Neto. Neste mesmo ano, os originais do livro foram mostrados no Festival de BD de Beja, Amplifest (Porto) e no Treviso Comics Fest.

Bibliografia:
SWR Chronicles (SWR; 2014)
Terminal Tower c/ Manuel João Neto (Chili Com Carne; 2014),
Sepultura dos Pais c/ David Soares (Kingpin; 2014)
Evan Parker – X Jazz (c/ prefácio de Rui Eduardo Paes, Chili Com Carne + Thisco; 2015)

Colectivos:
MASSIVE (Chili Com Carne; 2010)
Destruição (Chili Com Carne; 2010)
Subsídios para MMMNNNRRRG #1 (MMMNNNRRRG, 2010)
Futuro Primitivo (Chili Com Carne; 2011)
É de noite que faço as perguntas c/ David Soares et al. (Saída de Emergência, 2011)
Inverno (Mesinha de Cabeceira #23, Chili Com Carne; 2012)
Antibothis, vol.4 (Chili Com Carne + Thisco; 2012)
“a” maiúsculo com círculo à volta c/ Rui Eduardo Paes et al (Chili Com Carne + Thisco; 2013)
Zona de Desconforto (Chili Com Carne; 2014)
PostApokalyps (AltCom; 2014)
Quadradinhos : Looks in Portuguese Comics (Treviso Comics Fest + MiMiSol + Chili Com Carne; 2014)
Altar Mutante #3 (2015)

Graças a este concurso já foram publicados três livros:
– O Cuidado dos Pássaros / The Care of Birds de Francisco Sousa Lobo (vencedor de 2013);
– Askar, O General de Dileydi Florez;e
– O Subtraído à Vista de Filipe Felizardo.
A obra Móraria de José Smith Vargas, vencedora de 2014, ainda se encontra inédita.