Após, uma incursão inicial, prosseguimos hoje com a construção da Leitura Recomendada, a segunda versão da bedeteca ideal do bandasdesenhadas.com. Desta biblioteca imaginária constam secções dedicadas às edições de banda desenhada de países de língua portuguesa e edições de banda desenhada de países de língua estrangeira, bem como uma terceira secção dedicada aos livros ilustrados.

leituras recomendadas

Relembra-se que, dado se ter realizado um vero reinício, ao invés de um upgrade, regressou-se a uma fase inicial, repleta de obras obrigatórias em falta, o que não deve ser preocupante, uma vez que, com as novas entradas que forem ocorrendo, será pacientemente construída e focalizada não nas omissões mas no que consta da mesma, pois da abrangência se encarregará o tempo.

Ao invés de atualizações invisíveis duma simples listagem que, com o passar do tempo, se torna de dimensões consideráveis, este novo modelo destaca cada uma das obras que a passa a integrar. Convidamos também os nossos visitantes a manifestarem-se nos comentários destes artigos sobre cada uma das leituras recomendadas.

Ao longo do mês de março, serão realizadas 5 atualizações da lista, com 12 obras em cada uma delas, sendo esta a segunda delas. Parece-nos importante sublinhar que não se pretende que tais obras sejam consideradas as 60 obras fulcrais. Trata-se somente de um início possível para as recomendações, que tem parcialmente em conta obras recentemente lidas e outras que já constavam da primeira versão da nossa bedeteca ideal, bandas desenhadas facilmente encontradas no mercado livreiro e outras de obtenção mais difícil mas cuja leitura se deve manter viva, e publicações quer em edição nacional quer em edição estrangeira… E, tal como na versão anterior, há um capítulo separado dedicado ao livro ilustrado.

Os editores interessados na utilização do logo Leitura Recomendada nas suas publicações, poderão verificar os procedimentos aqui.

BEDETECA (PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA)

batman regressaTítulo: Batman: O Regresso do Cavaleiro das Trevas (2 volumes)
Autor:
 Frank Miller
Editora: Levoir, 2015
Apresentação: 120+120 páginas | cores | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: adolescentes e adultos
Descrição: Num futuro distópico, o Batman regressa ao combate contra o crime, depois de dez anos de ausência em que Gotham mergulhou na decadência e na corrupção… O Cavaleiro das Trevas reaparece no momento em que a sua cidade mais precisava dele. Mas não contava com as ameaças múltiplas que terá de enfrentar, o Joker e Duas-Caras, dois dos seus maiores inimigos, mas também um dos seus mais antigos aliados, o Super-Homem! É considerada uma das 3 obras-primas de 1986 da banda desenhada norte-americana. Frank Miller cria uma BD inovadora, interiorizando no argumento e desenho as diferentes fases e transposições para outros media que o personagem sofreu, com uma evolução gráfica que culmina ao se assumir a irrealidade da personagem, abraçando a sátira no estilo bigfoot, enquanto o torna um vero pesadelo, mais violento, mais zangado, mais perigoso, quiçá um herói repleto de dor e amargura, preparado para um último suspiro. Todos estes elementos conferiram à BD um tom sério, que se tornou uma inspiração para o Batman que surgiu na BD e cinema nesse quinquénio. Esta BD foi adaptada à animação em duas partes longa-metragens, dirigidas ao mercado de vídeo, com realização de Jay Oliva.
Nota: Originalmente publicado nos EUA em 1986 sob a forma de quatro comics de formato prestige, sendo mais tarde compilado em capa mole e diversas edições em capa dura com vários formatos. Em Portugal, a edição mais recente é a publicada em 2 volumes pela Levoir, inserida na série 75 Anos de Batman (#8-9), distribuída originalmente nas bancas com o semanário SOL. Incluiu o argumento original que Frank Miller escreveu para o último número da minissérie, ilustrado por inúmeros esboços preparatórios, e que permite aos leitores portugueses ver a evolução da história na mente do autor, e as diferenças que se introduziram entre ele ter escrito o argumento e desenhado a história, incluindo o final que ele tinha originalmente planeado. Existe edição anterior da Devir, também em 2 volumes.

rugasTítulo: Rugas
Autor:
 Paco Roca
Editora: Bertrand, 2013
Apresentação: 104 páginas | cores | capa mole
Língua: português
Faixa etária alvo: adultos
Descrição: Emílio, um bancário reformado, sofre da doença de Alzheimer e é internado num lar de terceira idade. Rodeado de vários outros idosos, cada um com um quadro clínico distinto e com uma personalidade bem vincada, vai aprendendo as diversas estratégias para combater o tédio e a erosão da rotina. Ao mesmo tempo, Emílio e os seus companheiros vão tentando introduzir, num quotidiano marcado por medicamentos, refeições, “terapias ocupacionais” e sestas de duração indefinida, alguns vislumbres de encanto e alegria de viver. Após os sintomas iniciais manifestados por esquecimentos, perda da noção do tempo e desorientação espacial, Emílio, o protagonista, começa a se esquecer de eventos recentes e de nomes, tem uma dificuldade progressiva na comunicação, necessita de auxílio a se vestir e evidencia alterações de comportamento. No estadio tardio, esta doença manifesta-se por uma dependência total e inatividade. Nessa fase, o autor optou por representar graficamente as páginas pelo branco, pela ausência. Foi considerado pela Associação de Críticos de Banda Desenhada francesa como um dos 50 melhores álbuns de 2007. Foi galardoado com o Premio Nacional del Cómic do Ministério da Cultura Espanhol (2008), Prémios de Melhor Obra e Melhor Argumento no Saló Internacional del Cómic de Barcelona (2007), Prémio Gran Guinigi para a melhor BD longa no Festival de Lucca (Itália, 2008), Prémio Expóxomic de melhor obra espanhola (2008) e Prémios da crítica da revista espanhola Dolmen para melhor obra e argumento (2008).
Nota: Foi originalmente publicada em França em 2007 pela Delcourt. A adaptação cinematográfica do livro, realizada por Ignacio Ferreras em 2011, estreou nas salas de cinema portuguesas em 2013.
Mais informação: ler aqui.

mafaldaTítulo: Toda a Mafalda: Edição comemorativa dos 50 anos
Autor:
 Quino
Editora: Verbo, 2014
Apresentação: 600 páginas | preto e branco | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: crianças, adolescentes e adultos
Descrição: Assinalando os 50 anos de Mafalda, a Verbo reedita em Portugal todas as suas tiras numa nova edição cartonada que, para além de beneficiar de uma capa inédita, conta ainda com artigos de opinião e diversa informação que, guiando o leitor, o ajudam a contextualizar a personagem e os gags nos acontecimentos históricos que a Argentina e o Mundo vivenciaram entre 1964 e 1973. As personagens são crianças de tenra idade e vivem situações relacionadas com a sua faixa etária, enquanto se realiza também uma crítica social e política, em especial no que toca à paz mundial e as preocupações acerca do futuro da Humanidade. O álbum foi galardoado com o Prémio Nacional de Banda Desenhada de Melhor Álbum de Tiras Humorísticas do Amadora BD 2015 e o de Melhor Publicação Clássica nos XIII Troféus Central Comics.
Nota: Existem versões anteriores deste livro publicadas em Portugal alusivas a diferentes efemérides, com variações nos extras que compõem o volume: Toda a Mafalda (Publicações D. Quixote) e O Mundo de Mafalda (Bertrand). Ao longo das décadas, foram ainda publicados diversos álbuns com seleções de tiras por diferentes editoras. Originalmente, Mafalda foi publicada sob o formato de tira cómica em sucessivos periódicos semanais ou diários.
Mais informação: ler aqui.

tormenta_capaTítulo: Tormenta
Autores:
 André Oliveira & João Sequeira
Editora: Polvo, 2015
Apresentação: 64 páginas | preto e branco | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: adultos
Descrição: Esta obra é na sua essência uma banda desenhada muda, ou seja, sem recurso ao texto, apesar de fazer uso pontual de onomatopeias ou textos escritos em representações de ofícios ou ecrãs de telemóvel. Sebastião deixou de contar as pegadas na areia molhada. As gotas de chuva caídas como seixos. As noites em claro, na ilha desolada que decidiu habitar. No farol que ilumina as horas afogadas na tormenta vive também Madalena, com quem parece ter uma relação impossível de resolver. Neste lugar abandonado por todos, ninguém fala. Ninguém ouve. E é quando as memórias começam a dar à costa, em jeito de homenagem, que emerge do mar negro um monstro dormente. Um raiar de esperança. Pretende ser um ensaio sobre o tempo e a aceitação da inevitabilidade da perda.
Mais informação: ler aqui.

tio patinhasTítulo: A Saga do Tio Patinhas (+ Episódios Extraordinários) [2 volumes]
Autor:
 Don Rosa
Editora: Edimpresa, 2004
Apresentação: 324 + 228 páginas | cores | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: crianças, adolescentes e adultos
Descrição: Don Rosa é um fã devoto de Carl Barks, o criador de Tio Patinhas, tendo dedicado uma série em 12 capítulos à cronologia do personagem, segundo as histórias elaboradas por Barks. Os seus desenhos são repletos de detalhes, sendo Rosa conhecidos por esconder o acrónimo D.U.C.K, imagens do Mickey e muitas outras referências ao longo da sua obra. O argumento preza a continuidade e a lógica das situações em que os personagens se envolvem,permitindo ao leitor emergir na visão biográfica do personagem. Rosa elaborou posteriormente uma prequela e outros episódios intermediários, cujo conjunto é denominado por Episódios Extraordinários em Portugal. A saga foi galardoada com um Eisner Award em 1995 para a melhor série.
Nota: A Saga do Tio Patinhas foi publicada originalmente entre 1992 e 1994 em diferentes números da revista dinamarquesa Anders And & Co da Egmont. Os Episódios Extraordinários foram publicados posteriormente entre 1995 e 1999 na mesma revista, tendo sido ainda repescado ainda uma BD anterior publicada na norte-americana Uncle Scrooge Adventures #5 (Gladstone, 1988), bem como os episódios posteriores publicados nas revistas francesas Picsou Magazine #333 e 349 (Hachette, 1999 e 2001) e na Anders And & Co (2002). A edição portuguesa mais recente consiste nos volumes 1 e 2 da série Obras-Primas da BD Disney, tendo como extra alguns textos. A primeira compilação d’ A Saga do Tio Patinhas (sem os Episódios Extraordinários) tinha ocorrido nos Disney Especial #204 e 205 (Abril/Controljornal, 2002). O compositor finlandês Tuomas Holopainen lançou via Nuclear Blast/Roadrunner Records um álbum de música baseado na saga em 2014, intitulado Music Inspired by the Life and Times of Scrooge, com direito a capa de Don Rosa.

Patrícia GuimarãesTítulo: Stabat Mater
Autora:
 Patrícia Guimarães
Editora: Façam Fanzines e Cuspam Martelos, 2015
Apresentação: 32 páginas | preto e branco | zine
Língua: português
Faixa etária alvo: adolescentes e adultos
Descrição: Trata-se da primeira banda desenhada longa da autora, a qual nos introduz a narrativa em pleno Portugal profundo e na prática da matança do porco – um animal omnívoro, tal como o ser humano. O inesperado videojogo finlandês mais famoso do nosso planeta situa o leitor no presente, tornando vizinha a ruralidade da eventual urbanidade do leitor. E a castradora mãe do nosso galante gamer tem outros planos para o seu filho… A banda desenhada apresenta um ritmo irrepreensível e ilustrações inesquecíveis. É acompanhada de uma segunda BD, intitulada Amor de Mãe.
Nota: Edição independente com distribuição alternativa. Quanto à BD curta Amor de Mãe, foi anteriormente publicada em Preto no Branco #2 (Façam Fanzines e Cuspam Martelos, 2013), sendo reproduzida com uma nova disposição.
Mais informação: ler aqui.

boringeuropaTítulo: Boring Europa
Autores:
Ana Ribeiro, Joana Pires, Marcos Farrajota, Ricardo Martins e Sílvia Rodrigues
Editora: Chili Com Carne, 2011
Apresentação: 128 páginas | azul escuro | capa mole
Língua: português
Faixa etária alvo: adolescentes e adultos
Descrição: Um livro on the road, desenhado durante e após o tour dos autores num registo quase sempre próximo do biográfico. Foram 8000 Km de Europa percorridos em 15 dias, a bordo de uma carrinha e com orçamento reduzido. Mais do que um pout-pourri colado à pressão do trabalho dos diferentes autores, existe nesta obra um vero fio condutor (no pun intended), graças a um excelente trabalho de editor. É também um importante testemunho da existência de alternativas: à edição, à distribuição, à venda, à performance, à BD, à música, à arte, ao entretenimento, à festa, à viagem, à estadia, à habitação, ao turismo, à amizade, ao conformismo. E paralelamente vai-se criando a evidência de que, enfastiante ou não, não existe uma mas sim várias Europas. Afinal, mais do que estereótipos nacionais, somos todos indivíduos.
Nota: A tradução em língua inglesa pode ser lida gratuitamente aqui.

Vazio CapaTítulo: Vazio
Autor:
 Catarina Sobral
Editora: Pato Lógico, 2014
Apresentação: 32 páginas | cores | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: crianças, adolescentes e adultos
Descrição: Esta narrativa gráfica sem palavras coloca diversas questões ao leitor. A nossa relação com a restante comunidade é parcialmente realizada através da linguagem. No entanto, a interação que realizamos diariamente no nosso nicho ecológico é muito mais abrangente. E tudo aquilo que é externo ao nosso ser tem o potencial de nos moldar enquanto pessoas… E… se nos sentirmos vazios? Sem nada para dar… Indiferentes àquilo que nos acontece no quotidiano… E se procurarmos ajuda médica para tal, sem que a mesma consiga realizar um diagnóstico ou propor uma terapêutica? E se não nos conseguirmos preencher apesar das nossas tentativas, seja através da comunhão com a natureza, o convívio com os animais, a exposição à intempérie, a visita a museus ou galerias de arte, ou a leitura de livros? Encontramo-nos sozinhos, sem percebermos porque nos sentimos vazios, num dia-a-dia em que as experiências vividas têm a mesma duração da degustação de um alimento… Repleto de cor para além do vazio, é uma obra recomendada quer a cigarras, quer a formigas.
Nota: Esta obra integra a série Imagens que Contam da Pato Lógico, sendo característica pela ausência de texto e o título só ser composto por uma única palavra.
Mais informação: ler aqui.

BEDETECA (PAÍSES DE LÍNGUA ESTRANGEIRA)

complete_topfferTítulo: Rodolphe Töpffer: The Complete Comic Strips
Autor: David Kunzle
Editora: University Press of Mississipi, 2007 (EUA)
Apresentação: 650 páginas | preto e branco | capa dura
Língua: inglês + francês no texto original das vinhetas
Faixa etária alvo: adolescentes e adultos
Descrição: O suíço Rodolphe Töpffer é um nome incontornável na história da banda desenhada, sendo por muitos académicos considerado o primeiro autor de BD. O professor de história de arte nos EUA David Kunzle compilou, traduziu e concebeu este volume integral, o qual reúne as 8 histórias completas de Töppfer, fragmentos de histórias iniciadas mas nunca publicadas e segmentos de manuscritos omitidos nas versões impressas. Todos os registos são visões satíricas da sociedade do século XIX. Entre outros textos, Kunzle providencia ainda uma biografia e cronologia básicas, bem como realiza a contextualização sociopolítica das histórias com explicações das referências atualmente obscuras.
Nota: Histoire de M. Vieux Bois foi a primeira história criada por Töpffer, em 1827, não tendo como fim a publicação. Foi o autor alemão Johann Wolfgang von Goethe que o persuadiu a publicar. A primeira história a ser publicada foi, contudo, Histoire de M. Jabot, criada em 1831 e publicada em 1833. A Histoire de M. Vieux Bois foi a terceira história a ser publicada, em 1837. Em 14 de setembro de 1842, foi traduzida e publicada nos EUA com o título The Adventures of Mr. Obadiah Oldbuck, como suplemento do jornal nova-iorquino Brother Jonathan, sendo considerado por alguns académicos como o primeiro comic book norte-americano.

toppfer_fatherTítulo: Father of the Comic Strip: Rodolphe Töppfer
Autor:
 David Kunzle
Editora: University Press of Mississipi, 2007 (EUA)
Apresentação: 208 páginas | preto e branco | capa dura
Língua: inglês + francês no texto original das vinhetas
Faixa etária alvo: adultos
Descrição: Esta obra é um excelente companion da anterior e vice-versa. David Kunzle analisa a littérature en estampes de Rodolphe Töpffer, criada em 1827, que rapidamente se popularizou, plagiou e imitou na Europa e EUA. Kunzle debruça-se sobre a contextualização temática, a ironia, o humor, a sátira, a caricatura, os mitos, o absurdo surreal das histórias, a estética e o estilo gráfico, bem como a sua influência em autores como Nadar, Gustave Doré, Léonce Petit, Thackeray, Edward Lear, John Ruskin, George Elliot, Pocci e Busch, entre outros.
Nota: Existe versão da obra em capa mole.

ILUSTRAÇÃO

carrilho_alpinistaTítulo: André Carrilho – O Rosto do Alpinista
Autor:
 João Paulo Cotrim
Editora: Assírio & Alvim/El Corte Inglés, 2007
Apresentação: 208 páginas | cores | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: adultos
Descrição: Este álbum aborda a obra do multipremiado André Carrilho desde o seu início, em 1991, até à data de lançamento do livro, em 2007. É dado a conhecer o percurso do autor através das suas próprias ilustrações, bem como dos textos de João Paulo Cotrim e uma entrevista exclusiva realizada pelo ilustrador e também autor de BD Luís Lázaro. O volume centra-se no que então era o trabalho predominante de Carrilho, a caricatura, mas aborda ainda outros tipos de ilustração editorial, bem como a banda desenhada, o design e a animação. Os textos de Cotrim, a propósito de Carrilho, mutam para reflexões mais genéricas sobre meios, técnicas, arte, criando deste modo obra dentro da obra e permitindo diferentes leituras para as diferentes vozes. Um livro que estimula a mente e delicia o olhar.
Nota: Em 2006 tinha sido atribuído o Prémio Stuart de Desenho de Imprensa 2006 pela Casa de Imprensa e El Corte Inglés a André Carrilho pela ilustração a ilustração “O Tradutor de Clássicos”, publicado em fevereiro do mesmo ano no Diário de Notícias. Tratou-se do terceiro livro editado pela Assírio & Alvim/El Corte Inglés no âmbito do Prémio Stuart de Desenho de Imprensa.

capa-o-lanche-do-senhor-verdeTítulo: O Lanche do Senhor Verde
Autor:
 Javier Sáez Cástan
Editora: Orfeu Negro, 2011
Apresentação: 36 páginas | cores | capa dura
Língua: português
Faixa etária alvo: crianças, adolescentes e adultos
Descrição: A referência ao surrealista belga René Magritte está explícita em toda a obra, não só a nível das personagens de chapéu-de-coco mas também da cor e técnica. Tendo as ilustrações originais sido pintadas a óleo sobre madeira e ocupando a totalidade das generosas dimensões das páginas, as mesmas encantam crianças e adultos, escondendo-se inúmeros pormenores que escapariam a uma leitura apressada. Este livro é para ser saboreado pouco a pouco, demorando-nos em cada ilustração. Como consequência temos uma experiência tão deliciosa quanto presumimos que seja o lanche que comemora a descoberta do mundo multicolor. É uma obra escolhida pelo Plano Nacional de Leitura para apoio a projetos relacionados com as artes na Educação Pré-Escolar, 1.º e 2.º anos de escolaridade. O senhor Amarelo vive num mundo amarelo. O mesmo sucede com os senhores Azul, Púrpura, Castanho, Preto e Verde, habitantes de mundos de uma única cor. Certo dia, porém, o senhor Verde chama-os para lhes mostrar uma misteriosa descoberta: ao fundo de um corredor da sua casa há uma porta com um enigmático letreiro. Atrever-se-ão eles a transpô-la?
Nota: Foi publicado originalmente em Espanha em 2007 por Ediciones Ékare.
Mais informação: ler aqui.

A mais recente versão da listagem Leitura Recomendada para consulta pode ser obtida aqui. Regressamos para a semana com mais 12 recomendações de leitura.