Screenshot 2016-03-14 12.25.17Por Pedro Silva

Southern Bastards é das obras que, se queremos ficar a pensar e a ambicionar mais, então temos de ler.

Mais o argumento que o próprio desenho, faz desta obra uma verdadeira explosão de emoções.

Tratando-se de um tema vivido no Sul profundo do Estados Unidos da América, onde a hospitalidade e a razão, não são propriamente uma constante. Mas onde se verifica uma união nas origens e ligação entre o povo da região, reagindo sempre desconfiados dos estranhos ou afastados pelos anos!

A primeira imagem reporta-nos imediatamente e prepara-nos para uma obra desprovida de preconceitos e muito realista. Quebra tabus. Costuma-se dizer que os animais são um pouco a imagem dos donos, e nesta obra, ao longo de vários momentos percebemos, e é-nos dado uma relação muito directa dessa imagem…Screenshot 2016-03-14 12.25.39

Earl Tubb regressa passado muitos anos para retirar tudo de casa do tio falecido, mas é o fantasma do pai que vem importunar todo o ambiente.

Antigas rivalidades e questões mal resolvidas vem ao de cima para dar lugar a uma guerra de orgulhos!

Um argumento muito incisivo com avanços e recuos muito interessantes. Parece parar no momento certo para recuar e trazer elementos importantes para o presente, bem como relacionar o presente com o passado.

As várias mensagens de telemóvel que Earl vai enviando ao longo do livro, transmite-nos uma temporalidade, realidade e intimidade que nos reporta para os pensamentos, medos e receios, bem como uma intimidade com alguém, que nos é interessantemente revelado no fim do episódio.

Em momentos de luta o encadeamento das vinhetas é fantástico cada vinheta transmite uma mensagem. Parece um momento, um flash, um pensamento que resulta numa composição brilhante.Screenshot 2016-03-14 12.26.24

A melancolia transmitida pelos seus pensamentos, a forma como anda, como come, como reage. A falta de jeito e impaciência com que reage com o miúdo, como lhe transmite os seus receios e medos.. os monólogos junto da árvore onde jazz o seu pai…. vão ajudar a aquecer a sua raiva, e razão de não partir naquela noite…

Tão depressa temos vinhetas de uma extrema violência como se consegue momentos de calma e paz. É uma obra de leitura emotiva, clara e muito bem organizada. O argumento é muito bem distribuído com as imagens, intuitivo e muito inteligente. Umas vezes basta uma imagem….. outras vezes basta uma frase….. muito bom!

Uma sequência fantástica, como se de um filme se tratasse. É uma obra brilhante, que nos envolve e deixa suspenso a aguardar mais e mais.

É uma obra obrigatória e expectante de mais um novo volume.

Southern Bastards Vol. 1: Aqui Jaz um Homem 

Screenshot 2016-03-14 12.46.34nota: artigo baseada na edição portuguesa; imagens retiradas de edição em língua inglesa.