Em 2012, a propósito da visualização do filme Lorax publiquei um pequeno texto, o qual parcialmente transcrevo, adaptando-o:

Theodor Seuss Geisel, mais conhecido por Dr. Seuss, foi um escritor e ilustrador do século passado, famoso nos EUA, tendo um lugar de destaque na literatura infantil devido às suas personagens singulares e ao ritmo que impunha – frequentemente, utilizava anapestos na métrica. E se concebêssemos uma fórmula para medir a fama de um escritor de literatura infantil norte-americana, onde incluíssemos as variáveis de número de cópias vendidas, número de países em que os seus livros foram publicados, número de adaptações para televisão, número de adaptações para o teatro, número de adaptações para o cinema e número de áreas exclusivamente dedicadas ao universo do autor em parques temáticos, o Dr. Seuss ficaria muito bem cotado.

Mas se restringíssemos essas variáveis a Portugal, o Dr. Seuss não conseguiria usufruir do destaque que tem noutros países. Não existem gerações portuguesas que cresceram a ler e reler a obra do Dr. Seuss, não permitindo a existência do seu universo no nosso imaginário coletivo. Não temos o referencial literário. Apenas conhecemos as 4 adaptações cinematográficas – Grinch (2000), O Gato (2003), Horton e o Mundo dos Quem (2008) e Lorax (2012).

Entretanto, para além do contacto massivo dos portugueses com as adaptações cinematográficas, começou a ser transmitida nos canais RTP2 (em novembro de 2015) e SIC K (em dezembro de 2015) a série televisiva de animação O Gato da Cartola.

Foi também em novembro que a Booksmile iniciou a publicação de um conjunto de livros de Dr. Seuss. O primeiro publicado foi Que Amigo Levo Comigo? (What Pet Should I Get?). Trata-se de uma obra recentemente descoberta e mundial e postumamente publicada em 2015.  Recentemente, a Booksmile editou mais 2 livros – Ovos Verdes com Presunto (Green Eggs and Ham, 1960) e O Gato do Chapéu (The Cat in the Hat, 1957), sendo este último o livro em que se baseou a incursão cinematográfica O Gato e a série televisiva de animação O Gato da Cartola.

Ao longo dos 3 livros, Dr. Seuss aborda, entre outras temáticas, a neofobia alimentar infantil, a dificuldade da tomada de decisão dos mais novos e o recurso ao imaginário para combate do tédio, através dos seus poemas divertidos e situações frequentemente mirabolantes, servidas por ilustrações que estimulam a imaginação.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

QUE AMIGO LEVO COMIGO?

Queremos um amigo.
Queremos um amigo.
Que tipo de amigo
Vou levar comigo?
O cachorro?
O gatinho?
A gata?
Ou o cão?
Oh, pá!
Isto não vai
ser fácil, não.
Páginas: 40
Apresentação: capa dura
Formato: 253 x 230 x 14 mm
ISBN: 9789898831392

O GATO DO CHAPÉU

Está um dia chuvoso, e a Sally e o seu irmão estão aborrecidos em casa. É então que aparece o Gato do Chapéu, um gato travesso capaz de inventar as piores traquinices para os entreter. Mas a mãe está quase a chegar e não vai gostar mesmo nada de ver tudo desarrumado. Os dois irmãos têm de convencer o Gato a limpar a bagunça e a ir-se embora… depressa! Um livro muito divertido que nos mostra que, mesmo em dias cinzentos, se podem viver grandes aventuras.
Páginas: 72
Apresentação: capa dura
Formato: 253 x 230 x 14 mm
ISBN: 9789898831972

OVOS VERDES E PRESUNTO


«Será que gostas de ovos verdes e presunto? Esta é a pergunta que o Sam faz insistentemente ao amigo, procurando levá-lo a provar algo novo. Apesar das suas tentativas, o amigo teima em dizer que não gosta, sem nunca ter provado?
Com muita imaginação, o Sam fará de tudo para convencer o amigo. Será que vai conseguir? 
Uma história muito divertida que mostra aos mais pequenos que experimentar coisas novas pode acabar por revelar-se uma agradável surpresa.
Páginas: 72
Apresentação: capa dura
Formato: 253 x 230 x 14 mm
ISBN: 9789898831989

transferirDR. SEUSS (1904-1991) é um dos mais queridos autores de livros infantis de sempre, tendo sido traduzido para mais de 30 línguas e publicado mais de 60 títulos. Já vendeu mais de 650 milhões de obras em todo o mundo. Entre muitos prémios que lhe foram atribuídos, destaca-se o Pulitzer. E muitas das suas histórias deram origem a filmes premiados: três Óscares, três Emmy e um prémio Peabody. Dr. Seuss queria, com os livros infantis, não só colocar as crianças a ler, mas também fazê-las pensar e imaginar. Nunca tratá-las com condescendência, mas como iguais. Poucos são os autores de literatura infantil que tiveram direito a uma estátua pública. Dr. Seuss teve essa honra, juntando-se a nomes como Hans Christian Anderssen, Astrid Lindgren ou Mark Twain. Da escultura fazem parte personagens que marcaram a sua carreira: Lorax, Grinch e o seu cão Max, Yertle the Turtle, Horton the Elephant e Thidwick the Big-Hearted Moose. Ovos Verdes e Presunto e O Gato do Chapéu juntam-se a Que Amigo Levo Comigo? (Booksmile, 2015). Está previsto ainda para este ano o lançamento de mais uma obra: How The Grinch Stole Christmas.

Dr Seussnota: imagens cedidas pela editora.