4zinesmosiCom um percurso que se iniciou conjuntamente com a presente década, foi somente este ano que Mosi tomou a opção de se autoeditar sob a forma de diversos zines, tendo produzido 4 publicações num relativo curto espaço de tempo.

À semelhança do que havia ocorrido ao vivo e a cores na Feira Morta na Zé dos Bois, desafiámos a autora a apresentar as suas publicações na primeira pessoa:

Escreve a Mosi:

Em Abril de 2016, decidi começar a “editar” os meus próprios zines. Escrevo-vos sobre os 3 zines ainda disponíveis, a saber, do mais antigo para o mais recente:

  • Fanzine Digital – Seen vv
  • Por Favor, Não Faças Nada Que Eu Não Fizesse
  • Olá, Era Só Para Dizer Que Te Acho Bonita

Todas eles são antologias de pequenas bandas desenhadas que fiz ao longo do último ano, sendo a mais antiga a Fanzine Digital – Seen, a única que já tinha em mente enquanto desenhava. Também foi a única em que o suporte e a técnica foram 100% digital.

As outras duas surgiram por ‘acidente’; à medida que ia desenhando, folheava para trás o meu diário gráfico e reparava que haviam algumas ilustrações e bandas desehadas que se agrupavam involuntariamente, sem que eu tivesse feito isso intencionalmente.

Todas elas têm o mesmo espírito: não têm uma história propriamente dita nem uma narrativa sequencial, início, meio ou fim. São todas frutos de bandas desenhadas que fiz sem qualquer conceito prévio ou planeamento, portanto são todas bastante intuitivas e espontâneas, sendo que a maior parte das BD estão espalhadas, originalmente, pelos meus diários gráficos.

De qualquer forma, esta acaba por ser a minha forma preferida de trabalhar, porque acredito que este tipo de trabalho acaba por ser o mais genuíno e verdadeiro que faço, visto que são ilustrações directas e não censuradas dos meus pensamentos ou sentimentos. Tendo o meu trabalho geral uma grande vertente autobiográfica, nestes 3 zines foquei-me bastante em temas que são comuns a todos os seres humanos, temas que vão desde inseguranças e desgostos amorosos a piadas secas e desejos infantis. São coisas que acho que todos sentimos, e poder por isso num zine é quase como uma forma de exorcizar todos esses sentimentos, o que não só traz algum conforto, como também ajudar a relativizá-lo e a tirar-lhe importância. Tenho sempre esperança que quem leia estes zines não só se relacione com elas, como também consiga rir e ver o lado cómico que tento sempre dar.

Galeria (clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão)

Web:
FB: http://www.facebook.com/Joanamosi
DEVIANTART: http://joanamosi.deviantart.com
WEBSITE: http://joanamosi.wix.com/joanamosi
TUMBLR: http://mosidraws.tumblr.com
WEBCOMIC: http://someonestolemypanties.smackjeeves.com

Os interessados em adquirir alguns dos zines da autora, poderão entrar em contacto direto com a mesma através dos links supramencionados.

nota: imagens gentilmente cedidas pela autora.