dor de cotoveloA Dor de Cotovelo iniciou a sua atividade o ano passado. Entretanto, esta editora de zines e pequenas publicações, fundada pelos ilustradores Ana Braga, Dileydi Florez, Gonçalo Duarte e Vasco Ruivo, tem novas publicações, as quais estiveram presentes na Feira Morta na Bedeteca de Lisboa.

go_cs
GO
Cecília Silveira
Trata-se da primeira banda desenhada publicada em Portugal desta autora brasileira a frequentar o curso de Projeto Aplicado em Ilustração/Banda Desenhada no Ar.Co, em Lisboa.
Fala sobre como seguir adiante. Facto e ficção se misturam na experiência de imigração de uma refugiada do Sudão que tem de enfrentar quotidianamente a memória traumática da travessia clandestina para chegar à Europa.
Tamanho A4, 12 páginas, risografia, 30 exemplares, 2016.

truz truzTruz Truz
Ostraliana
Trata-se da primeira obra de Marta Sales – que este ano já tinha autoeditado sob o selo Ostraliana o zine Sentido de Orientação (teoria da rota deambulatória) – na Dor de Cotovelo.
É uma banda desenhada focada nas relações entre o exterior e o interior de um quarto, que propõe um olhar com filtros.
Tamanho A5, 8 páginas, impressão digital, 2016.

meninasdiabo
Meninas do Diabo
Gonçalo Duarte
Transcreve à letra as frases proferidas pela dona de uma loja na Avenida Morais Soares em Lisboa.
Tamanho A6, impressão digital, 30 exemplares, 2016.

atlas_ab
ATLAS
Ana Braga
Retrata o momento em que, ao segurar no mundo, Atlas absorveu toda a informação que nele existia, criando um universo gráfico em torno da palavra Atlas.
Tamanho A6, 24 páginas, impresso a uma cor em risografia, 15 exemplares. 2016