invernododesenhadorPara que não passe em branco, relembra-se que no passado dia 8 de setembro foi distribuída com o jornal Público o décimo terceiro volume da segunda série Novela Gráfica da editora Levoir. Trata-se de O Inverno do Desenhador de Paco Roca, obra que se tinha abordado sumariamente na entrevista realizada ao autor. Foi galardoada com os prémios de Melhor Argumento e Melhor Obra de Autor Espanhol no Salón del Cómic de Barcelona em 2011.

Eis a sinopse da editora:

Paco Roca, é um dos mais premiados autores espanhóis da actualidade,nascido em Valencia, Espanha, em 1969, ele próprio considera-se um privilegiado por ter conseguido viver do seu sonho infantil. Desde pequeno queria ser desenhador e actualmente divide o seu trabalho entre a ilustração e a banda desenhada. Como ilustrador trabalhou para o suplemento cultural Babelia e El Semanal do jornal El País, Corriere della Sera ou Süddeutsche Zeitung Magazin. Na banda desenhada começou na revista espanhola El Vibora nos anos 2000, mas a consagração apareceu com o premiado Rugas.

O Inverno do desenhador é uma procura da sua identidade como desenhador através da memória. A obra desenrola-se em Barcelona, no seio da Editora Bruguera no inverno de 1957. Nessa época, 5 dos mais conhecidos desenhadores da editora decidem abandoná-la para criarem a revista Tío Vivo e tornam-se os seus próprios patrões. Uma aventura na edição independente que teria vida curta, mas que lançou as raízes para a actual BD de autor, que Roca relata com grande rigor, nostalgia e sensibilidade.