amadorabdO AmadoraBD 2016 – Festival Internacional de Banda Desenhada irá realizar-se de 21 de outubro a 6 de novembro, no Fórum Luís de Camões.

Este ano o Concurso Nacional de Banda Desenhada e o Concurso Nacional de Cartoon têm como tema a “Ponte 25 de Abril – 50 Anos a Ligar Destinos”, no âmbito das comemorações promovidas pela Infraestruturas de Portugal.

Apresentam-se os regulamentos do 27.º Concurso Nacional de Banda Desenhada e 25.º Concurso de Cartoon AmadoraBD 2016, bem como as normas de participação dos PBND – Prémios Nacionais de Banda Desenhada.

27.º CONCURSO NACIONAL DE BANDA DESENHADA AMADORABD 2016

1) ENTIDADE PROMOTORA
a) Em busca de novos valores, incentivando a produção da Banda Desenhada e proporcionando a sua apresentação pública, a Câmara Municipal da Amadora (CMA) e a Infraestruturas de Portugal SA, promovem o presente concurso de Banda Desenhada, inserido no 27º AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada 2016, a decorrer nesta cidade entre os dias 21 de Outubro e 06 de Novembro.

2) TEMA DO CONCURSO
a) Na edição de 2016, o tema do concurso é “Ponte 25 de Abril – 50 Anos a Ligar Destinos”, no ano da comemoração dos 50 anos da Ponte 25 de Abril, um dos símbolos do país.

3) CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
a) Podem concorrer todos os autores que tenham mais de 12 anos.
b) Os concorrentes podem apresentar bandas desenhadas realizadas individualmente ou em equipa, com texto em língua portuguesa.
c) Cada concorrente, ou equipa, pode participar com uma banda desenhada.
d) Os concorrentes são divididos em três escalões etários, conforme as idades, consideradas à data marcada como dia limite para receção das bandas desenhadas.
e) Os escalões são ordenados dentro dos seguintes limites:
Escalão A: dos 17 aos 30 anos
Escalão A+: a partir dos 31 anos (sem BDs publicadas em álbum e que nunca tenham sido premiados pelo AmadoraBD).
Escalão B: dos 12 aos 16 anos
f) Caso haja prorrogação de prazo, é considerada a nova data para efeitos de cumprimento dos limites etários estabelecidos.
g) Em relação às equipas, a colocação no respetivo escalão é feita atendendo à idade do mais velho dos seus elementos.

4) ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
a) Cada banda desenhada é constituída por 4 pranchas originais inéditas, produzidas nos últimos dois anos, e que podem ser a preto e branco ou a cores.
b) O formato das pranchas a concurso deve ser A4 (210x297mm) ou A3 (420x297mm).
c) As quatro pranchas têm de estar numeradas.
d) A primeira e a última prancha, sendo o princípio e fim da narrativa, deverão apresentar caraterísticas próprias da linguagem da 9ª arte, nomeadamente: esclarecer graficamente o início da história da primeira página com cabeçalho e título ou outra forma que o autor julgue mais adequada; o final da narrativa na última página deverá ser claro.
e) Os concorrentes devem ter a noção que, em caso de publicação, as legendas, textos de balões e restante letragem terão de ser legíveis no formato A4, em particular os que originalmente são feitos em A3 que terão de ser reduzidos para metade, pelo que o júri tomará em conta este fator na seleção dos trabalhos.
f) Os textos, quando os houver, devem ser apresentados, quer pelos concorrentes portugueses quer pelos estrangeiros, em português (exceção para expressões avulso, onomatopeias ou estrangeirismos). A legendagem tem que ser facilmente legível por todas as pessoas.
g) Os erros ortográficos e gramaticais pesarão nas decisões do júri, especialmente em caso de empate entre dois ou mais concorrentes.
h) Os autores devem fazer duas fotocópias de cada prancha, ficando uma em seu poder e enviando a outra juntamente com o original.
i) As pranchas não podem estar assinadas. Os concorrentes devem deixar um pequeno espaço em branco em cada uma delas a fim de posteriormente as assinarem, para efeitos de exposição ou publicação.
j) No caso de se tratarem de pranchas feitas anteriormente e já assinadas, a assinatura deve ser coberta por uma tira de papel opaco ou por um guache branco.
k) Todas as pranchas e respetivas cópias devem estar numeradas legivelmente e identificadas com o pseudónimo e escalão no verso.
l) O pseudónimo deve ser totalmente original, não podendo ter sido utilizado anteriormente pelo(s) autor(es).

5) CALENDÁRIO
a) A data limite para entrega dos trabalhos na CMA – Recreios da Amadora é o dia 17 de Outubro de 2016 até às 17:00 horas.
b) No caso das bandas desenhadas serem enviadas pelo correio, independentemente da data constante no carimbo dos correios, os participantes / autores nacionais e do estrangeiro terão de se assegurar que a BD concorrente chegará à organização sedeada nos Recreios da Amadora até 17 de Outubro de 2016, independentemente da data do selo de correio nacional ou internacional.
c) Os trabalhos que cheguem depois desta data, não serão considerados pelo júri, sendo devolvidos ao(s) concorrente(s).
d) A CMA – AmadoraBD não se responsabiliza por qualquer trabalho que chegue após o dia da reunião de Júri, independentemente da data de carimbo dos correios.
e) Os trabalhos que não forem premiados serão devolvidos pela CMA por correio registado aos concorrentes.
f) A CMA não se responsabiliza pelos trabalhos que não forem levantados nas respetivas estações dos correios.
g) A partir do dia 23 de Dezembro a CMA / AmadoraBD não se responsabiliza pelo estado de conservação e pela devolução dos trabalhos que não forem levantados nas respetivas estações dos correios.

6) INSCRIÇÃO
a) Para efeitos de participação, os concorrentes devem recortar ou fotocopiar o cupão publicado nestas normas, preenchê-lo e enviá-lo juntamente com uma fotocópia legível do Cartão de Cidadão [ou Bilhete de Identidade (BI) + cartão de Número de Identificação Fiscal, (NIF, vulgo Cartão de Contribuinte)].
b) Os concorrentes deverão acompanhar obrigatoriamente os trabalhos de uma biografia e foto do(s) respetivo(s) autor(es).
c) As inscrições apenas se consideram válidas após a receção da obra concorrente e de todos os documentos solicitados, não sendo suficiente o envio do cupão.
d) As dúvidas poderão ser esclarecidas por telefone pelo 21.436.9055 ou por email para amadorabd@cm-amadora.pt
e) Os trabalhos concorrentes, devem ser enviados ou entregues diretamente até 17 de Outubro de 2016 (dias úteis, entre as 10:00 e as 17:00 horas), a:
27.º Concurso de BD
AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada
CMA/DIC – Recreios da Amadora – Av. Santos Matos, nº 2 2700-748 AMADORA/PORTUGAL

7) EXPOSIÇÃO DE OBRAS
a) Todos os trabalhos inscritos para o concurso estão sujeitos a pré-seleção do júri em função do espaço disponível para exposição.
b) A montagem e desmontagem da exposição com os trabalhos que participam no concurso e selecionados pelo júri é da exclusiva responsabilidade da CMA.
c) A exposição estará patente durante o 27º AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada.
d) A organização faz o seguro de todas as obras presentes. É também da sua responsabilidade instalar no recinto da exposição um sistema de vigilância.

8) JÚRI
a) O júri deste concurso é constituído pelo diretor do AmadoraBD que o preside, um autor de BD, um autor do Cartoon, um argumentista, um crítico e estudioso de BD, um crítico e estudioso do Cartoon/Caricatura, um representante da imprensa, um criador e investigador de fanzines, o comissário da exposição central do AmadoraBD e um professor de uma escola secundária da Amadora.
b) Ao júri cabe realizar a pré-seleção para exposição, decidir e ordenar os trabalhos premiados.
c) Ao júri reserva-se o direito de não atribuir qualquer ou algum dos prémios se o mérito dos trabalhos não o justificar.
d) O júri reúne em Outubro de 2016.
e) Das decisões do júri não haverá recurso.

9) PRÉMIOS
a) Porque a BD é antes de mais uma arte para ser fruída através da sua publicação, a organização, realizará todos os esforços com o objetivo de editar os trabalhos premiados.
b) Os prémios pecuniários são distribuídos da seguinte forma:
ESCALÃO A
1.º Prémio – € 1.000,00
2.º Prémio – € 750,00
3.º Prémio – € 600,00
ESCALÃO A+ Prémio Único – € 1.000,00
ESCALÃO B
1.º Prémio – € 750,00
2.º Prémio – € 600,00
3.º Prémio – € 500,00
c) Será evitado pelo júri a atribuição de mais que um prémio para o mesmo lugar.
d) Caso se justifique, o júri poderá distinguir alguns trabalhos com a designação de Menção Honrosa, sem a atribuição de prémios ou troféus.

10) NOTAS FINAIS
a) Os originais das bandas desenhadas premiadas são propriedade da entidade promotora.
b) Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pela entidade organizadora, não havendo recurso das decisões do Júri.
c) A apresentação dos trabalhos representa a aceitação plena das presentes normas regulamentares por parte dos concorrentes a este concurso.


25.º CONCURSO DE CARTOON AMADORA 2016

1) ENTIDADE PROMOTORA
a) Em busca de novos valores, incentivando a produção da Banda Desenhada e proporcionando a sua apresentação pública, a Câmara Municipal da Amadora (CMA) e a Infraestruturas de Portugal SA, promovem o presente concurso de Cartoon, inserido no 27º AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada 2016, a decorrer nesta cidade entre os dias 21 de Outubro e 06 de Novembro.

2) TEMA DO CONCURSO
a) Na edição de 2016, o tema do concurso é “Ponte 25 de Abril – 50 Anos a Ligar Destinos”, no ano da comemoração dos 50 anos da Ponte 25 de Abril, um dos símbolos do país.

3) CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
a) Podem concorrer todos os autores que tenham mais de 16 anos de idade considerada àdata marcada como o dia limite para a receção dos cartoons.
b) Os concorrentes podem apresentar trabalhos realizados individualmente ou em equipa.
c) Os concorrentes são divididos em dois escalões etários, conforme as idades, consideradas à data marcada como dia limite para receção das bandas desenhadas.
d) Os escalões são ordenados dentro dos seguintes limites:
Escalão C: dos 16 aos 30 anos
Escalão C+: a partir dos 31 anos (sem Cartoons publicados na imprensa e que nunca tenham sido premiados pelo AmadoraBD).
e) Cada concorrente, ou equipa, pode participar com o máximo de 2 trabalhos utilizando um pseudónimo diferente para cada trabalho.
f) Caso haja prorrogação de prazo, é considerada a nova data para efeitos de cumprimento dos limites etários estabelecidos.
g) Em relação às equipas, a colocação no respetivo escalão é feita atendendo à idade do mais velho dos seus elementos.

4) ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
a) Só são aceites trabalhos originais inéditos, produzidos no ano corrente que podem ser a preto e branco ou a cores.
b) O formato dos trabalhos admitidos é o A4 (210X297mm).
c) Os autores devem fazer duas fotocópias de cada trabalho, ficando uma em seu poder e enviando a outra juntamente com o original.
d) Os trabalhos não podem estar assinados. Os concorrentes devem deixar um pequeno espaço em branco em cada uma delas a fim de posteriormente as assinarem, para efeitos de exposição ou publicação.
e) No caso de se tratarem de cartoons já assinados, a assinatura deve ser coberta por uma tira de papel opaco ou por um guache branco.
f) Todos os cartoons e respetivas cópias devem estar legivelmente identificados com o pseudónimo no verso.
g) O pseudónimo deve ser totalmente original, não podendo ter sido utilizado anteriormente pelo(s) autor(es).
h) Os textos, quando os houver, devem ser apresentados, quer pelos concorrentes portugueses quer pelos estrangeiros, em português (exceção para expressões avulso ou estrangeirismos). A legendagem tem que ser legível.
i) Os erros ortográficos pesarão nas decisões do júri, especialmente em caso de empate entre dois ou mais concorrentes.

5) CALENDÁRIO
a) A data limite para entrega dos trabalhos na CMA – Recreios da Amadora é o dia 17 de Outubro de 2016 até às 17:00 horas.
b) No caso dos Cartoons serem enviados pelo correio, independentemente da data constante no carimbo dos correios, os participantes/autores nacionais e do estrangeiro terão de se assegurar que o Cartoon concorrente chegará à organização sedeada nos Recreios da Amadora até 17 de Outubro de 2016 independentemente da data do selo de correio nacional ou internacional.
c) Os trabalhos que cheguem depois desta data, não serão considerados pelo júri, sendo de imediato devolvidos ao(s) concorrente(s).
d) A CMA – AmadoraBD não se responsabiliza por qualquer trabalho que chegue após o dia da reunião de Júri, independentemente da data de carimbo dos correios.
e) Os trabalhos que não forem premiados serão devolvidos pela CMA por correio registado aos concorrentes.
f) A CMA não se responsabiliza pelos trabalhos que não forem levantados nas respectivas estações dos correios.
g) A partir do dia 23 de Dezembro a CMA / AmadoraBD não se responsabiliza pelo estado de conservação e pela devolução dos trabalhos que não forem levantados nas respetivas estações dos correios.

6) INSCRIÇÃO
a) Para efeitos de participação, por cada Cartoon enviado, os concorrentes devem recortar ou fotocopiar o cupão publicado nestas normas, preenchê-lo e enviá-lo juntamente com uma fotocópia legível do Cartão de Cidadão [ou Bilhete de Identidade (BI) + cartão de Número de Identificação Fiscal, (NIF, vulgo Cartão de Contribuinte)].
b) Os concorrentes deverão acompanhar obrigatoriamente os trabalhos de uma biografia e foto do(s) respectivo(s) autor(es).
c) As inscrições apenas se consideram válidas após a receção da obra concorrente e de todos os documentos solicitados, não sendo suficiente o envio do cupão.
d) As dúvidas poderão ser esclarecidas por telefone pelo 21.436.9055 ou por email para amadorabd@cm- amadora.pt
e) Os trabalhos concorrentes devem ser enviados ou entregues diretamente até 17 de Outubro de 2016 (dias úteis, entre as 10:00 e as 17:00 horas) a:
25.º Concurso de Cartoon AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada CMA/DIC – Recreios da Amadora – Av. Santos Matos, nº 2 2700-748 AMADORA/PORTUGAL

7) EXPOSIÇÃO DE OBRAS
a) Todos os trabalhos inscritos para o concurso estão sujeitos a pré-selecção do júri, em função do espaço disponível para exposição.
b) A montagem e desmontagem dos trabalhos que participam no concurso é da exclusiva responsabilidade da CMA.
c) A exposição estará patente durante o 27º AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada.
d) A organização faz o seguro de todas as obras presentes. É também da sua responsabilidade instalar no recinto da exposição um sistema de vigilância.

8) JÚRI
a) O júri deste concurso é constituído pelo diretor do AmadoraBD que o preside, um autor de BD, um autor do Cartoon, um argumentista, um crítico e estudioso de BD, um crítico e estudioso do Cartoon/Caricatura, um representante da imprensa, um criador e investigador de fanzines, o comissário da exposição central do AmadoraBD e um professor de uma escola secundária da Amadora.
b) Ao júri cabe realizar a pré-seleção para exposição, decidir e ordenar os trabalhos premiados.
c) Ao júri reserva-se o direito de não atribuir qualquer ou algum dos prémios se o mérito dos trabalhos não o justificar.
d) O júri reúne em Outubro de 2016.
e) Das decisões do júri não haverá recurso.

9) PRÉMIOS
a) Porque o cartoon é antes de mais uma arte para ser fruída através da sua publicação, a organização realizará todos os esforços com o objectivo de editar os trabalhos premiados.
b) Os prémios pecuniários são distribuídos da seguinte forma:
ESCALÃO C
1.º Prémio – € 600,00
2.º Prémio – € 450,00
3.º Prémio – € 350,00
ESCALÃO C+
Prémio Único – € 600,00
c) Será evitado pelo júri a atribuição de mais que um prémio para o mesmo lugar.
d) Caso se justifique, o júri poderá distinguir alguns trabalhos com a designação de Menção Honrosa, sem a atribuição de prémios ou troféus.
e) No caso de ser uma equipa a vencer um dos prémios, este será entregue ao elemento mais velho da equipa.

10) NOTAS FINAIS
a) Os originais dos Cartoons premiados são propriedade da entidade promotora.
b) Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pela entidade organizadora, não havendo recurso das decisões do Júri.
c) A apresentação dos trabalhos representa a aceitação plena das presentes normas regulamentares por parte dos concorrentes a este concurso.
Os regulamentos e as respetivas fichas de inscrição podem ser solicitadas, no Facebook, através de mensagem privada, ou por e-mail, através do endereço amadorabd@cm-amadora.pt.


NORMAS DE PARTICIPAÇÃO dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada (PNBD)

No âmbito do AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, a Câmara Municipal da Amadora atribui desde 1990 os Troféus Zé Pacóvio e Grilinho (TZPG) em homenagem a António Cardoso Lopes Júnior, ou, simplesmente, Tiotónio. Nascido na Amadora em 1907, Tiotónio foi diretor do Mosquito, entre outras publicações, e foi o autor das personagens Zé Pacóvio e Grilinho, as quais emprestaram o nome nos últimos anos àqueles que se assumiam como os Prémios Nacionais de Banda Desenhada.

Neste contexto, a Câmara Municipal da Amadora coloca a concurso a atribuição dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada 2016 (PNBD), distinguindo e consagrando edições e personalidades nacionais eestrangeiras cuja atividade se desenvolve no circuito da 9ª arte.
A atribuição dos PNBD é feita em três fases: Candidatura, Nomeação e Votação.

Considera-se como Candidatura, a fase em que as editoras e autores nacionais enviam uma relação de livros a concurso com identificação das categorias a que concorrem, acompanhada de 6 exemplares de cada álbum/livro para serem distribuídos pelos elementos do júri.

A fase de Nomeação e Votação têm como propósito a seleção pelo Júri de 5 álbuns finalistas, dos quais um será o vencedor.

Candidatura
Podem concorrer aos Prémios Nacionais de Banda Desenhada, todos os álbuns/livros de BD publicados em português por uma editora portuguesa entre Agosto de 2015 e Julho de 2016 (inclusive). Serão consideradas as datas de depósito legal, sendo desejável que os livros já se encontrem distribuídos no mercado livreiro.

Cabe às editoras e/ou autores o envio de todos os álbuns, livros e fanzines (seis exemplares de cada que serão distribuídos pelo Júri), devidamente acompanhados por uma listagem que defina a que prémios cada publicação concorre e se são novidades ou reedições.

Os concorrentes deverão acompanhar os álbuns/livros de uma biografia e foto do(s) respectivo(s) autor(es).

Os álbuns entregues pelas editoras/autores ficarão na posse dos elementos do Júri, caso assim o entendam, com exceção das do diretor do AmadoraBD, cujos álbuns integrarão a Bedeteca da Amadora. O sexto exemplar será para exposição e consulta pelo público no AmadoraBD.

A data limite para entrega/envio das candidaturas (listagens e 6 exemplares de cada livro) é até às 17:00 horas do dia 10 de Outubro de 2016, devendo estas ser feitas para:
Festival Internacional de Banda Desenhada
CMA/Recreios da Amadora Av. Santos Mattos, n.º2 2700-748 Amadora – Portugal.
(Tel.: 214 369 055)

Nomeação/Votação
Tendo em conta a grande quantidade e qualidade das publicações apresentadas a concurso é determinante que todos os membros do Júri conheçam os álbuns.

Cabe ao Júri convidado pela CMA analisar e pré-selecionar as obras a concurso. Esse júri será constituído pelo diretor do AmadoraBD, o autor de BD premiado AmadoraBD 2015, um jornalista/especialista bedéfilo; o comissário da exposição central do AmadoraBD 2016 e um colecionador/amante da 9ª arte.

A organização entregará a cada elemento do Júri um exemplar das publicações a concurso que cheguem atempadamente ao AmadoraBD. Cada elemento do júri poderá pré-selecionar até 10 álbuns para cada categoria que apresentará na Reunião de Júri. Os membros do júri poderão nomear outros álbuns que não constem da listagem, devendo para tal comunicar antecipadamente os dados e apresentar à organização a publicação em causa.

A Reunião de Júri terá lugar em Outubro de 2016. Nessa Reunião o Júri terá que definir quais os 5 álbuns finalistas de cada categoria que nomeia, constantes da respetiva ata da Reunião a entregar ao Comissariado do AmadoraBD.

Reserva-se ao Júri o direito de não nomear nenhum álbum para uma dada categoria, não sendo esta colocada a votação. Após a nomeação o Júri voltará a pronunciar-se identificando o vencedor de cada categoria tendo por base os livros selecionados.

Das decisões do júri não haverá recurso.

O anúncio público dos resultados e a entrega dos prémios aos autores ou editores será feito durante a Cerimónia de Entrega de Prémiosdo 27.º AmadoraBD – Festival Internacional de Banda Desenhada, no Sábado, dia 29 de Outubro de 2016.

Os Prémios Nacionais de Banda Desenhada são:

TROFÉU DE HONRA
Atribuído a entidade ou personalidade que, pelo seu trabalho e dedicação se tenha destacado na área da Banda Desenhada. Este prémio é atribuído por deliberação de Câmara mediante proposta da direção do Festival.

PRÉMIOS NACIONAIS DE BANDA DESENHADA
Como referido anteriormente, para todos os álbuns das categorias abaixo indicadas, publicados em Portugal e em língua portuguesa, entre Agosto de 2015 e Julho de 2016, e tragam novidade artística ao meio editorial português.

BD PORTUGUESA:
Melhor Álbum – Atribuído ao melhor álbum de BD de autor(es) portugues(es) editado em Portugal.
Melhor Argumento – Atribuído ao melhor argumento de autor português editado num livro de BD em Portugal.
Melhor Desenho – Atribuído ao melhor desenhador português editado num livro de BD emPortugal.

MELHOR ÁLBUM PORTUGUÊS EM LÍNGUA ESTRANGEIRA – Atribuído ao melhor álbum inédito de BD de autor português editado em língua estrangeira.

MELHOR ÁLBUM ESTRANGEIRO DE AUTOR PORTUGUÊS – Atribuído ao melhor álbum de BD de autor e/ou edição lusófona não portuguesa.

MELHOR ÁLBUM ESTRANGEIRO – Atribuído ao melhor álbum de BD de autor estrangeiro editado num livro de BD em Portugal.

MELHOR ÁLBUM DE TIRAS HUMORÍSTICAS – Atribuído ao melhor álbum de tiras humorísticas editado em Portugal.

MELHOR ILUSTRAÇÃO DE LIVRO INFANTIL – Atribuído ao melhor ilustrador de um livro dedicado à infância editado emPortugal.

MELHOR ILUSTRAÇÃO ESTRANGEIRA DE LIVRO INFANTIL – Atribuído ao melhor ilustrador estrangeiro de um livro dedicada à infância editado em Portugal.

PRÉMIOS CLÁSSICOS DA 9ª ARTE – Dado que têm sido editados muitos autores e séries antigas, classificados como “clássicos da 9ª arte” e que os mesmos não deverão rivalizar com as novas produções bedéfilas, este prémio é atribuído à editora que tenha publicado, como novidade uma tradução ou recolha em álbum e da melhor forma, o melhor clássico, entendido como uma banda desenhada que tenha sido originalmente editada há mais de 10 anos. Este troféu só será atribuído se o júri considerar que o mesmo se justifica.

PRÉMIO FANZINE/PUBLICAÇÕES INDEPENDENTES – Atribuído ao melhor Fanzine português editado em Portugal.

PRÉMIO JUVENTUDE – Atribuído ao autor do melhor álbum BD juvenil editado em Portugal. A avaliação destes trabalhos é feita por um grupo de alunos do agrupamento de artes de uma escola da Amadora, com idades entre os 16 e os 18 anos.

Notas finais: A apresentação de listagens e de publicações representa a aceitação plena das presentes normas de participação por parte dos candidatos a este concurso. Os casos omissos nas presentes normas serão de resolução por parte da entidade organizadora.