grinchApós a publicação de 3 livros de Dr. Seuss, a Booksmile edita mais um clássico da literatura infantojuvenil norte-americana, Como o Grinch Roubou o Natal.

Tal como tenho escrito nas diferentes plataformas onde tenho abordado a obra de Dr. Seuss, não existem gerações portuguesas que cresceram a ler e reler a obra do Dr. Seuss, o que não permitiu a existência do seu universo no nosso imaginário coletivo. Não temos o referencial literário. Com exceção do recente trabalho realizado pela Booksmile, apenas conhecemos as 4 adaptações cinematográficas – Grinch (2000), O Gato (2003), Horton e o Mundo dos Quem (2008) e Lorax (2012).

Neste caso, a adaptação cinematográfica do livro é conhecida no nosso país, realizada em 2000 por Ron Howard e protagonizada por Jim Carrey. Para os adultos será interessante verificar como foi transposto o curto texto poético de Dr. Seuss para um filme longa-metragem. Curiosamente, está anunciada para 2018 mais uma segunda adaptação cinematográfica, desta vez animada, contado com a voz de Benedict Cumberbatch para a personagem Grinch.

Outra referência que os portugueses poderão ter é a adaptação em desenhos animados de 1966 realizada por Chuck Jones e Ben Washam, mais que não seja por terem aparecido algumas imagens da mesma nos filmes realizados por Chris Columbus Sozinho em Casa (1990) e Sozinho em Casa 2 (1992).

Escrito em 1956, no livro Como o Grinch Roubou o Natal, Dr. Seuss regressa à Vila-Quem (Whoville, no original), que tinha imaginado pela primeira vez em 1954 no livro Horton Hears a Who! (adaptado para o cinema com o título português Horton e o Mundo dos Quem). Introduz então o personagem Grinch, o qual não gosta do Natal e decide sabotar as festividades.

Curiosamente, o personagem Grinch viria a ser utilizada em mais 2 animações, ambas galardoadas com Emmys, Halloween Is Grinch Night (1977) e The Grinch Grinches the Cat in the Hat (1982).

Clique nas imagens do livro para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

O Grinch não gosta do Natal! Aliás, ele odeia o Natal e tudo o que acontece nessa época: as cantorias, o cheiro a peru assado, os sorrisos, as prendas, as luzes. Blhec! Então, o Grinch tem uma ideia magnífica e horrível: ele decide entrar sorrateiramente em todas as casas da Vila-Quem, roubar tudo, tudo, tudo o que está relacionado com o Natal e acabar de vez com este dia tão especial. Mas o plano do Grinch não corre exatamente como ele planeou. Afinal de contas, o Natal é muito mais do que comida deliciosa, canções e presentes. O Grinch vai descobrir que a magia do Natal vem de dentro do coração.

Como o Grinch Roubou o Natal
Dr. Seuss
Páginas: 64
Apresentação: capa dura
Formato: 208 x 287 x 12 mm
ISBN: 9789898849298
PVP: 12,99€
drseuss

Dr. Seuss (1904-1991) é um dos mais queridos autores de livros infantis de sempre, tendo sido traduzido para mais de 30 línguas e publicado mais de 60 títulos. Já vendeu mais de 650 milhões de obras em todo o mundo.

Entre muitos prémios que lhe foram atribuídos, destaca-se o Pulitzer. E muitas das suas histórias deram origem a filmes premiados: três  Óscares, três Emmy e um prémio Peabody.

Dr. Seuss queria, com os livros infantis, não só colocar as crianças a ler, mas também fazê-las pensar e imaginar. Nunca tratá-las com condescendência, mas como iguais.

Poucos são os autores de literatura infantil que tiveram direito a uma estátua pública. Dr. Seuss teve essa honra, juntando-se a nomes como Hans Christian Anderssen, Astrid Lindgren ou Mark Twain. Da escultura fazem parte personagens que marcaram a sua carreira: Lorax, Grinch e o seu cão Max, Yertle the Turtle, Horton the Elephant e Thidwick the Big-Hearted Moose.