Dia 15 de dezembro chega ao fim a série Sandman, magnífica saga criada por Neil Gaiman, o décimo primeiro volume intitula-se A Vigília.
Originalmente lançada nos EUA em 1989, a série levaria sete anos a completar, revolucionaria para sempre os comics americanos, levaria centenas de milhares de novos leitores a apaixonarem-se por BD e lançaria a carreira de inúmeros artistas, para além de ter ajudado a consolidar a Vertigo, o selo de BD adulta da DC Comics.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:
Em a “A Vigília” assistimos às últimas homenagens que sonhadores de todo o mundo – e de outros mundos – prestam a Morfeu, e à estreia de Daniel como novo senhor do Sonho. Nesta história em que se fazem os preparativos para o funeral, vamos assistir aos depoimentos dos amigos, da família e também das suas amantes. Cada um deles irá descrever-nos um Sonho que não é parecido com aquele que o leitor conheceu durante estas 11 semanas. Entretanto, Daniel começa a conhecer um pouco mais do seu reino e das criaturas ao seu serviço.
Bem diferente do seu antecessor, receberá uma inesperada visita que lhe vai dar mais confiança para o que virá a seguir, e para enfrentar finalmente a sua família, os Eternos.

A fechar a edição, Gaiman constrói três contos fechados que mostram, respectivamente, o destino de Robert Gadling, uma parábola que conta com a presença de Morfeu e Daniel e o pagamento da dívida de William Shakespeare, que vimos pela primeira vez no terceiro volume da série.
Para além disso, este volume inclui também uma pequena história curta, O Castelo, originalmente incluída no volume The Kindly Ones (publicado nesta série em dois volumes como As Benevolentes, partes 1 e 2).

nota: imagens cedidas pela editora.