Este ano comemoram-se os 70 anos da criação da série de banda desenhada Blake & Mortimer de Edgar P. Jacobs, cujas premissas já tinham sido delineadas na BD O Raio U, originalmente publicado no hebdomadário belga Bravo em 1943. A série Blake & Mortimer iniciou a sua publicação em 26 de setembro de 1946 no hebdomadário belga Le Journal de Tintin, com O Segredo do Espadão, o qual viria a ser publicado em 2 álbuns em 1950 e 1953 pela Dargaud e Le Lombard (somente nos anos 80, por razões comerciais, se passou a dividir a história em 3 álbuns).

Falecido em 1987, a última BD do criador da série foi As 3 Fórmulas do Professor Sato, cuja segunda parte já não foi desenhada por Jacobs mas por Bob de Moor. Desde então, o argumento dos álbuns da série têm sido intermitentemente da autoria de Yves Sente (com 6 histórias), Jean Van Hamme (4 histórias) e Jean Dufaux (1 história), enquanto os desenhos têm cabido a André Juillard (6 histórias), Ted Benoit (2 histórias), Antoine Aubin (2 histórias, uma delas em parceira), René Sterne, Chantal de Spiegeleer e Étienne Schrëder (todos com 1 história, em parceria).

Para além destas BD, existe ainda um hors-série inédito em Portugal, L’Aventure immobile de Didier Convard e André Juillard, com a narrativa a desenrolar-se na década de 90, ao invés dos anos 40.

O álbum que marca os 70 anos da série, O Testamento de William S., tem a autoria de Sente e Juillard, sendo uma das séries que a Asa faz questão de manter atualizada no mercado editorial nacional. Tal como nas edições anteriores, existe uma edição com capa exclusiva na Fnac, desta feita com uma tiragem de 1500 exemplares.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Os mais britânicos heróis da BD conduzem uma investigação sobre o mais britânico dos dramaturgos: William Shakespeare, of course! No seu sumptuoso palácio em Veneza, o Marquês Stefano Da Spiri descobre um antiquíssimo documento com a assinatura «W. S.». Decide enviar para Londres uma cópia do mesmo para ser analisada por Miss Sarah Summertown, uma especialista na vida e obra de Shakespeare. E, por segurança, o antigo militar italiano resolve confiar o original a um dos seus velhos camaradas de armas inglês, o capitão Francis Blake. Em breve o professor Mortimer se junta ao seu colega Blake para o ajudar a descobrir a verdade sobre aquele estranho testamento, escrito em forma de enigma… De revelação em revelação, cada uma mais surpreendente do que a anterior, este caso virá a transformar-se numa verdadeira corrida contra o tempo!

nota: imagens cedidas pela editora.