Desde 2013 que tem sido publicado o anuário Portuguese Small Press Yearbook. Tem como base o Tipo.pt, um projeto de investigação académica desenvolvido no âmbito do Pós-doutoramento de Isabel Baraona na Universidade Rennes 2 e no contexto do Doutoramento de Catarina Figueiredo Cardoso em Materialidades de Literatura, da Universidade de Coimbra.

O projeto Tipo.pt é dedicado a edições criadas por artistas, designers e ilustradores portugueses, ou tendo Portugal como tema. Tipo.pt tem como objetivo documentar o número o mais abrangente possível de livros, revistas e outros objetos gráficos produzidos no contexto da arte contemporânea. São catalogados projetos de edição independente e/ou auto-edição, small press, livros de artista, fanzines e objetos de natureza semelhante. Os objetos catalogados encontram-se no formato livro, desdobrável ou brochura, postais e cartazes, sendo impressos em qualquer técnica: offset, digital e laser, gravura, tipografia, serigrafia e outras técnicas oficinais de impressão. São referidas as bibliotecas e coleções onde as edições podem ser consultadas. O projeto tem dois componentes: a base de dados online e os anuários em papel Portuguese Small Press Yearbook.

O Portuguese Small Press Yearbook é uma publicação trilingue (português, inglês e francês) impressa em papel, com textos críticos e páginas criadas por artistas. Tem como objetivos proporcionar uma panorâmica anual da produção de livros de autor e edição independente, anunciar os lançamentos previstos para o ano seguinte e eventos de divulgação da edição independente, incluindo os internacionais com participação portuguesa, elencar a produção crítica e académica do ano em causa, e apresentar as livrarias, bibliotecas e coleções relevantes para a edição independente portuguesa.

Do Portuguese Small Press Yearbook 2016, constam artigos dedicados à literatura infantil e à banda desenhada:

  • Os livros de fotografia para crianças – Elizabeth Lortic: comunicação apresentada nos encontros “O que um Livro Pode”, em março de 2016, sobre fotolivros para crianças (fotografias de David-Alexadre Guéniot).
  • Os livros para crianças de Bruno Murani – Aude Séguinier: comunicação apresentada nos encontros “O que um Livro Pode”, em março de 2016, sobre fotolivros para crianças (fotografias de Anaïs Beaulieu/Les Trois Ourses).
  • Clique, Diz a Câmara: Construir a Ficção (Fotográfica) de um Mundo que Pertence a Todos – David-Alexadre Guéniot: texto e fotografias do autor, tendo como base a 5.ª edição dos encontros “O que um Livro Pode”.
  • Duas Exposições e os Cadernos de Juno – Pedro Moura: texto e fotografias do autor, tendo por base a exposição “Rodapé” inserida nos encontros O que um Livro Pode em novembro de 2015, a exposição SemConsenso. Banda Desenhada, Ilustração e Política, exibida entre outubro de 2015 e março de 2016, e os fanzines de Juno Yang de Moura.
  • Até a Minha Mãe Consegue Fazer um Livro: Relatório de Fanzines e Edição Independente de BD em Portugal em 2015 – Marcos Farrajota (ilustrações de Mariana Pita): para eventuais comparações com 2014, consultar o livro Maga, coeditado pela Chili Com Carne, Clube do Inferno e Thisco.

Do anuário, consta ainda a lista de edições, em formato livro e revista, que Catarina Figueiredo Cardoso e Isabel Baraona compilaram, bem como um conjunto de obras de referência, livrarias, coleções, bibliotecas, arquivos e eventos que decidiram destacar.