Este é o 4.º livro da série”Os Outros”. A série está perfeitamente adequada ao manifesto da colecção em que está incluída – “publicar a melhor colecção de literatura fantástica em Portugal”. Esta colecção já inclui vários livros desta autora que mais uma vez cria um mundo credível, a um passo ao lado do nosso. Os outros livros desta série são “Letras Escarlates”, “Bando de Corvos” e “Visão de Prata”.

Nesta série, Bishop descreve o Mundo – Namid, estranhamente semelhante ao nosso. Neste mundo, no entanto, a Natureza é auto-consciente, limitando os Humanos a áreas específicas e deixado a maior parte da terra entregue aos Terra indigene. Assim sendo, esta Terra é rica em recursos, terrenos férteis que se mantêm livres de Humanos que os poluam ou esgotem. As espécies selvagens estão sempre vigilantes em relação aos macacos andantes a quem Os Outros não atribuem grande inteligência. O interesse dos humanos está naquilo que conseguem produzir que as outras espécies consideram interessante.

Os Humanos vão avançando pelos lugares selvagens, estabelecendo acordos com as espécies indígenas, alugando os espaços onde habitam e os recursos que necessitam. Estes acordos são monitorizados nos Pátios, lugares onde diferentes espécies interagem e onde são permitidas as trocas comerciais. Os Pátios são geridos pelos Outros, por espécies transmorfas, que não se importam de lidar com Humanos.

Esta série começa com Humanos a manterem prisioneiros Humanos diferentes para lucrarem com as suas habilidades. Profetizas que ao corte na sua pele conseguem adivinhar o futuro. Da amizade entre uma fugitiva e um Lobo metamorfo resulta um envolvimento maior entre as espécies. Os Outros descobrem que há Humanos diferentes com os quais se pode trabalhar e fazer amizade.

Neste volume, a Guerra entre Humanos e Outros declara-se; os Humanos tentam conquistar Terra à qual não têm direito. Vão porém descobrir que Namid tem garras e dentes e que os metamorfos que conhecem e temem são apenas a ponta do icebergue.

Uma série apaixonante com personagens cativantes que nos fazem voltar as páginas rapidamente para descobrir o que vem depois, que mais surpresas podemos encontrar. Faz-nos também considerar se não seria bom também a nossa Terra ter garras e dentes que mantivessem o Homem em cheque, de modo aos nossos lugares selvagens também permanecerem respeitados.

Sinopse da editora:

Durante séculos, os Outros e os humanos viveram lado a lado numa paz precária. Mas quando a Humanidade ultrapassa os seus limites, os Outros terão de decidir o que estão dispostos a tolerar. Desde que os Outros se aliaram às Cassandra Sangue, os frágeis mas poderosos profetas humanos que estavam a ser explorados pela sua própria espécie, tudo se transformou na relação entre humanos e os Outros. Alguns como Simon Wolfgard, metamorfo e líder, e a profetisa Meg Corbyn, encaram a nova parceria como vantajosa. Mas nem todos estão convencidos. Um grupo de humanos radicais procura usurpar terras através de uma série de ataques violentos contra os Outros. Mal sabem eles que existem forças mais perigosas e antigas que vampiros e metamorfos e que estão dispostas a fazer o que for necessário para proteger o que lhes pertence…

Marcado na pele
Título original: “Marked in the flesh”
Autora: Anne Bishop
Série: “Os Outros”
Editora: Saída de Emergência
Colecção: Bang!
Páginas: 432
Dimensões: 160×230 mm
Encadernação: Capa Mole
ISBN: 978-989-773-024-5
PVP: 17,76€

Pode ler um excerto da obra aqui.

nota: agradece-se à editora a oferta do livro.