Panini confirma ao site Bandas Desenhadas o cancelamento da importação das revistas brasileiras da DC Comics

Foi em junho de 2007 que a Panini Brasil iniciou a exportação de revistas brasileiras da DC Comics para Portugal. Como relatou Bruno Silveira no seu artigo sobre a importação das revistas da Panini, inicialmente foi distribuída nas bancas nacionais a “(…) minissérie mensal de 7 números Crise Infinita e a minissérie mensal de 2 números, Batman Ano 100 de Paul Pope. Somente após o fim da Crise Infinita é que começaram a distribuir em Portugal as revistas de Superman e Batman.”

Em janeiro de 2009, o catálogo importado foi aumentado, como refere o autor do artigo. Passaram também a ser distribuídas as revistas Superman/Batman,  Liga da Justiça América e a maxissérie mensal de 13 edições Contagem Regressiva.

Posteriormente, foram surgindo diversas alterações, a maioria delas relacionadas com o cancelamento de séries mensais de revistas brasileiras da DC e surgimento de novas, enquanto se ia aumentando o número de revistas importadas. Desde o início de Os Novos 52 que é mantida a importação dos seguintes 6 títulos: Batman, Lanterna Verde, Liga da Justiça, A Sombra de Batman, Superman e Universo DC. Além destes títulos, pontualmente foram distribuídas outras publicações da Panini Brasil com narrativas autocontidas, nas bancas ou diretamente nas livrarias.

Com os números 52 dessas revistas, chega ao final a fase de Os Novos 52. Se se mantiver a distribuição mensal, sem atrasos por razões de desalfandegamento, os números 52 serão distribuídos em Portugal em julho de 2017. Nessa altura, terminará a importação mensal de revistas da DC editadas pela Panini Brasil, após 10 anos (e 1 mês) dessa atividade, conforme a Panini confirmou ao Bandas Desenhadas.

Quem tem vindo a editar banda desenhada da DC Comics em Portugal, desde 2013, é a Levoir, maioritariamente com coleções dedicadas à DC em geral ou a um personagem em particular (Batman), distribuídas nas bancas com os jornais Público ou SOL. Foi também distribuído desta forma um one-shot de Batman, a propósito da Comic Con 2015. Quanto a Watchmen, teve como distribuição o canal livreiro e não os pontos de venda de periódicos.

Foi também a Levoir que editou ultimamente algumas obras da chancela editorial Vertigo da DC Comics, em coleção própria (Sandman) ou inseridas na segunda coleção Novela Gráfica (V de Vingança, Daytripper), ambas distribuídas com o jornal Público.

No dia 9 de março, uma nova coleção da DC da Levoir, No Coração das Trevas da DC, chegará às bancas, distribuída com o Público. Registe-se que a Levoir sempre teve como limitação na escolha das obras a editar a importação das revistas brasileiras, uma vez que não estava autorizada a publicação de material que concomitantemente estivesse a ser distribuído nas bancas portuguesas ou que cronologicamente fosse posterior às revistas brasileiras que se encontravam em distribuição no nosso país.

A Panini não comunicou oficialmente a razão do cancelamento da importação das revistas brasileiras da DC, colocando-se a hipótese de tal ser devido a razões contratuais. A editora confirmou ao site Bandas Desenhadas que as revistas brasileiras da Marvel e da Mauricio de Sousa Editora, editadas pela Panini, continuarão a ser importadas.