Atendendo a termos conhecimento que Georgia Prichett, entre uma enorme lista de trabalhos nos media, é uma das forças criativas da escrita da série televisiva VEEP, série norte-americana da HBO da qual é coprodutora executiva, e que também tinha polido o guião do filme britânico Wallace & Gromit: A Maldição do Coelho-Homem, estávamos curiosos para ler os primeiros dois livros da sua série infantil Hugo, o Stressado.

O que se poderia esperar desta escritora britânica especializada no humor quando imagina uma série literáris para os mais novos? A resposta é que o humor está omnipresente ao longo dos primeiros dois livros, editados em fevereiro em Portugal pela Gailivro. O protagonista Hugo, o Stressado, dificilmente seria considerado o habitual herói de aventuras da pequenada. Tem uma complicada relação com o mundo que o rodeia, repleto de fobias e ataques de pânico, combatendo a sua ansiedade com um folheto que carrega sempre consigo, o qual tem algumas sugestões para ultrapassar as perturbações de ansiedade. Estas dicas têm frequentemente resultados cómicos mas, direta ou indiretamente, provaram tirar o Hugo do perigo diversas vezes. Se adicionarmos a tal, a amizade com o seu animal de estimação, um bicho-de-conta chamado Bola, o ter de tomar conta da sua irmã mais nova, chamada Pinta e involuntariamente arrastada para as suas aventuras, e ser vizinho do homem mais maléfico do mundo, o lunático Melão, e o seu braço-direito Antero Simões, está criado o mote para uma divertida obra original.

Com algumas piscadelas de olho ao cinema, o delírio e o nonsense são frequentemente utilizados em crescendo pela autora, não somente ao longo de cada livro, mas também do primeiro (Hugo, o Stressado, Salva o Mundo) para o segundo (Hugo, o Stressado, Contra o Pirata), o que, provavelmente, torna o segundo livro mais divertido.

Pensado para os leitores a partir dos 7 anos, talvez tenha sido essa a razão que levou à editora optar pela utilização, na sua maioria, de nomes portugueses para os personagens. Apesar de não termos lido a obra original, acreditamos também que a tradução teve de ser criativa, na impossibilidade do uso dos trocadilhos britânicos, que o próprio título da série deixa antever (Wilf the Mighty Worrier).

Quanto às ilustrações, estão a cargo de Jamie Littler, desenhador britânico com um largo currículo em livros infatojuvenis e, em menor número, banda desenhada. Os livros estão repletos de ilustrações de Littler, frequentemente respeitando a comicidade das obras e tornando-os ainda mais divertidos.

Em março de 2017, é publicado no Reino Unido o 5.º livro da série, tendo como tópico os dinossauros, após as aventuras cómicas do Hugo o terem levado à selva no 3.º livro ou a defrontar uma invasão alienígena no 4.º livro.

Clique nas imagens das edições britânicas para as visualizar em toda a sua extensão:

Hugo, o Stressado, Salva o Mundo
Wilf the Mighty Worrier Saves the World
Georgia Pritchett & Jamie Littler
Editora: Gailivro
Páginas: 192
Encadernação: capa mole
Dimensões: 14 x 21 cm
PVP: 9,50€
ISBN: 978-989-23-3629-9

Hugo, o Stressado, Contra o Pirata
Wilf the Mighty Worrier Battles a Pirate
Georgia Pritchett & Jamie Littler
Editora: Gailivro
Páginas: 208
Encadernação: capa mole
Dimensões: 14 x 21 cm
PVP: 9,50€
ISBN: 978-989-23-3630-5