Agostinho da Silva (1906-1994) é um nome incontornável na esfera filosófica nacional do século passado, eterno pedagogo, pensador da identidade portuguesa, empenhado na mudança social, que no final dos anos 80 começa a ter alguma visibilidade mediática, originando um aumento pelo interesse da sua obra, crenças e a sua relação com os outros e com o mundo, tendo esta descoberta conhecido a apoteose de exposição televisiva com a série de 13 programas da RTP 1 Conversas Vadias em 1990.

O também poeta e filantropo Agostinho da Silva relacionou-se quase toda a sua vida com os gatos, seus companheiros. Patrícia Martins socorre-se da rima e de um gato como protagonista para dar a conhecer aos mais novos Agostinho da Silva. Ou, como diria o próprio pensador, dar a conhecer a ideia que se tem de Agostinho da Silva.

As ilustrações são da autoria de Tenório, ocupando a quase totalidade de cada página e recorrendo frequentemente à página dupla. Com deformação da perspetiva e incorporação de elementos tipográficos ou fotográficos, cria um ambiente acolhedor para salientar algumas das ideias veiculadas no texto, das quais se destaca, como a capa permite antever, a liberdade.

Eis a sinopse da editora:

Esta é a história da amizade entre o pensador português Agostinho da Silva e um gato por ele adotado a quem deu o nome LIBERDADE. Fala da partilha, de amizade, do ser e do ter e acima de tudo de LIBERDADE. Uma história de vida para miúdos e graúdos, que mais do que pôr a imaginação a funcionar, vai deixar todos a pensar…

Patrícia Martins, licenciada em Animação Cultural e mestre em Gestão Cultural, trabalha há vários anos na área de literatura infantil e serviço educativo e é a autora do texto. Gosta de sorrisos e acredita que a liberdade se conquista com base na responsabilidade e na força de vontade como força motriz do sucesso. É mãe do Simão e da Mia e adora música e passear de bicicleta.

Tenório, ou Diogo Monteiro, é formado em Arquitetura, sempre gostou de desenhar e desenvolveu as ilustrações deste livro. É um colecionador, os objetos que vai guardando no seu dia a dia são muitas vezes o ponto de partida para o seu imaginário. Tem como um dos passatempos favoritos dar vida a personagens criadas a partir de estranhos com que se cruza no autocarro ou na esplanada do café.

Deu-me o Nome Liberdade o Avô Agostinho da Silva
Patrícia Martins & Tenório
Editora: Arquivo
Páginas: 32
Dimensões: 205 x 206 x 9 mm
ISBN: 9789729927294

nota: agradecimento à autora pela oferta do livro.