Esta semana chega às bancas o trigésimo oitavo volume da Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel, intitulado Vingadores: O Nascimento de Ultron, da autoria de Roy Thomas e John Buscema. Este volume reúne as edições 54 a 60 de Avengers (vol. 1), e Avengers Annual 2.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

“Sejam testemunhas da aterradora criação de um dos mais letais adversários dos Vingadores – o autómato enlouquecido conhecido apenas como Ultron. Descubram o que está por detrás das motivações da ameaça metálica, à medida que uma trama diabólica altera para sempre os Vingadores! E ainda, a chegada de dois misteriosos membros à equipa, o Visão e o Vespão.”

Durante quase 50 anos, o robô Ultron aterrorizou o Universo Marvel. Apesar da lógica calculista que alimenta a sua obsessão de domínio mundial, Ultron possui também um surpreendente desejo humano de vingança – normalmente reservado para o seu “pai”, o Dr. Hank Pym. Agora envolto num exosqueleto de adamantium, esta aberração eletrónica tem consistentemente provado ser impossível de vencer de forma definitiva. Mesmo quando os Vingadores conseguem resolver o problema da sua couraça virtualmente indestrutível, Ultron escapa sempre à morte, transferindo o seu software para um novo corpo hospedeiro.

Nesta antologia, não só poderão ler a primeira aparição de Ultron, como também a estreia do antigo vilão tornado herói, o Cavaleiro Negro, do primeiro Vingador sintozoide da Marvel, o Visão, e de um enigmático, mas estranhamente familiar personagem, conhecido como Vespão. Foi incluída nesta seleção o clássico Avengers Annual #2, no qual a equipa original combate a sua contraparte moderna (devido às maquinações temporais do Centurião Escarlate).

Estas histórias são representativas de uma das fases mais genialmente criativas da Marvel. É mais que óbvia a excelente forma do escritor (e futuro Editor-Chefe da editora) Roy Thomas e do artista John Buscema. Do seu esforço, surgem novas personagens e conceitos cujo legado terá efeitos dramáticos nos Heróis mais Poderosos da Terra, nas décadas seguintes. Não é portanto surpresa nenhuma que, muitos anos depois, o realizador e argumentista Joss Whedon tenha escolhido esta criação de Roy Thomas para ser o inimigo da equipa de super-heróis no segundo filme dos Vingadores, A Era de Ultron.

Tal como Jack Kirby antes, Thomas virou-se para a mitologia em busca das origens de Ultron. Em particular a grega, uma vez que Thomas se inspirou na história de Édipo para ter uma motivação para o ódio do robô pelo seu criador – Hank Pym, o herói conhecido como Homem-Formiga, Gigante, Golias e, mais tarde, Vespão. Ultron referiu-se a Pym como “pai” na sua segunda aparição, em Avengers #58. “Não sei se sempre foi essa a intenção desde o começo, mas foi quando desenvolvi a história, e decidi fazer do Hank o seu criador, que me lembrei de Édipo.” Os mitos gregos seriam novamente usados como fonte de inspiração, quando Thomas decidiu fazer evoluir Ultron-5 para Ultron-6. “Decidimos que ele deveria ser feito de um material especial. Havia um precedente para isso: Stan Lee criou coisas diferentes e bizarras tais como o “vibranium” nas páginas de Fantastic Four,” conta Thomas, “e eu quis criar a minha própria versão, e surgiu-me o nome ‘adamantium’ porque me lembrei do adjetivo ‘adamantino’, proveniente da tradução da tragédia de Ésquilo, Prometeu Acorrentado. Nunca tinha visto essa palavra ser usada como adjetivo”, comenta Thomas.

È portanto uma das mais emblemáticas histórias da Marvel, de uma das suas melhores fases clássicas, que aqui apresentamos, recheada de estreias e primeiras aparições, numa saga essencial em qualquer biblioteca de um fã da Casa das Ideias.

Volume 38: VINGADORES: O NASCIMENTO DE ULTRON
Argumento de ROY THOMAS e arte de JOHN BUSCEMA, DON HECK e WERNER ROTH
200 páginas.

nota: imagens cedidas pela editora.