Pétalas é uma banda desenhada sem palavras, mas com muito a dizer.

Pétalas começou por ser um projecto no catarse – um crowdfunding de muito sucesso no Brasil, no qual já tiveram origem várias obras de banda desenhada brasileira – com argumento e arte de Gustavo Borges e cores de Cris Peter. O que começou com um projecto que pretendia 5000 reais, acabou por angariar 53000 reais, tendo logo um inicio muito promissor.

Gustavo Borges, que é por muitos considerado o novo menino prodígio da banda desenhada brasileira, neste livro leva-nos a compreender as razões de tal consideração. Não é fácil contar uma história sem palavras, mas o autor fá-lo com grande brilhantismo, com um traço com muitos detalhes e cujas expressões dos personagens são extremamente bem delineadas. Com uma narrativa muitos simples, são abordados temas como a amizade, a solidariedade ou o afecto. Cris Peter dá um toque final ao trabalho de Gustavo, aplicando cores sóbrias e tons pastel que criam o ambiente perfeito ao desenrolar da história.

A história baseia-se no encontro de uma pequena raposa e um pássaro. O pássaro precisa de abrigo para passar o rigoroso inverno e a pequena raposa pede ao seu avô que lhe seja dado abrigo. Mas este pássaro tem a incrível habilidade de ajudar as pessoas e um carisma contagiante, a que ninguém fica indiferente.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Lançado originalmente em 2015 numa edição conjunta entre a Jupati Books (Marsupial Editora) e a Tambor Quadrinhos, este álbum de BD é editado agora em Portugal pela Kingpin, como já noticiamos anteriormente, sendo também desta forma a primeira obra de Gustavo Borges a ser editada fora do Brasil, tendo-se seguido a edição na Polónia e, com a edição em inglês também pela Kingpin, outros mercados se seguirão em junho.