É hoje lançado, na 4.ª Mostra do Clube Tex Portugal, o quarto livro da Polvo dedicado a Tex. Trata-se de Ouro Negro, da autoria de Gianfranco Manfredi e Leomacs. Esta BD bonelliana foi originalmente publicada em Itália em abril e maio de 2015 nas revistas Tex #654-655.

Para os leitores portugueses, trata-se de uma BD inédita, dado o grande atraso com que são distribuídas em Portugal as revistas brasileiras da série Tex, editadas pela Mythos. No Brasil, foi publicada nas revistas Tex #554-555 em dezembro de 2015 e janeiro de 2016. No entanto, o último número distribuído da revista brasileira Tex nas nossas bancas foi o #527 (publicada em setembro de 2013, no Brasil), antes da suspensão da exportação para Portugal, que a Mythos prevê que seja temporária e que em outubro ou novembro deste ano esteja ultrapassada.

A edição da Polvo apresenta várias ilustrações inéditas selecionadas por Leomacs, bem como uma capa exclusiva da sua autoria e uma vinheta redesenhada em exclusivo para esta edição.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

A dupla Tex Willer e Kit Carson, depois de agraciada com a “Rosa Amarela do Texas”, é nomeada pelo Governador desse estado americano para colocar um ponto final nas actividades de Bob Braddock, um homem perturbado que controla a seu bel-prazer a cidade de Hellsfire, e para investigar o irmão Jonas, um homem de negócios do petróleo, proprietário dos ricos campos de Oil Springs. Na sua chegada à cidade, Willer e Carson assistem à ousada detenção de Bob, pelo novel xerife Randy Nelson. Jonas, no entanto, contrata o habilidoso advogado Timothy Wilson para defender o irmão. Entre tiroteios, aldeias arrasadas e testemunhas corruptas, nas quais se encontra a sensual Rachel, Tex irá também desempenhar o papel de acusador no julgamento de Bob, presidido pelo temível juiz “enforcador” Felsen. Restava apenas tratar de Jonas, o que virá a acontecer num memorável e cinematográfico acerto de contas final por entre as torres de extracção petrolíferas.

GIANFRANCO MANFREDI (Senigallia, Ancona, 1948) é Doutorado em Filosofia. Acabou por seguir outro caminho que não o de professor universitário, depois de um dia se ter interrogado quanto ao seu destino diante de um espelho. Personagem multifacetada, Manfredi considerou-se sempre um narrador e por isso não surpreendeu que tenha escrito mais de trezentas músicas, muitos argumentos para cinema e televisão, bem como diversos romances para várias editoras, abordando desde cedo a temática do fantástico, até lhe surgir casualmente a banda desenhada. Após uma breve experiência com a Editora Dardo (com “Gordon Link”), a partir de 1994 Manfredi começou a colaborar com a Sergio Bonelli Editore, escrevendo para “Dylan Dog” e “Nick Raider”, até criar “Magico Vento” em 1997, um projecto pessoal que cruza o “western” com o horror, o encontro com a cultura índia e a sua mitologia. Em 2005 estreou-se em Tex com a aventura “La Pista degli agguatti”, publicada no “Maxi” daquele ano. Em 2007 surgiu “Volto Nascosto”, um novo projeto pessoal em forma de romance, seguido de “Shanghai Devil” (2010) e “Adam Wild” (2014). Em Tex, Manfredi vai alternar aventuras puramente clássicas com outras onde o autor não esconde as suas mensagens sociais e políticas, nomeadamente em “Oro Nero”, onde se encontra bem patente uma acentuada crítica a muitas medidas actuais, exaltando, desta forma, as qualidades anti-conformistas do herói criado por Gianluigi Bonelli.

LEOMACS (Roma, 1972), pseudónimo de Massimiliano Leonardo, iniciou a sua carreira em 1993 na série “Dark Side” de Roberto Recchioni, que irá acompanhar em “Napoli Ground Zero”, “Detective Dante” e “Battaglia”. Depois de ter realizado “Fax Palle in Canna”, uma sátira a Tex, chegou à Sergio Bonelli Editore em 2003, desenhando uma aventura de “Nick Raider” e trabalhando sucessivamente em “Magico Vento” e “Volto Nascosto”, séries idealizadas e escritas por Gianfranco Manfredi. Mais recentemente teve oportunidade de desenhar uma história para “Dylan Dog Color Fest”. A sua entrada em Tex ocorreu no “Almanacco del West 2009”, terminando a aventura “Capitan Blanco” que Manfred Sommer, entretanto falecido em 2007, havia iniciado. Estreou-se na série principal dois anos mais tarde, desenhando “Mondego il Killer”, aventura escrita por Mauro Boselli, onde é notória a evolução do traço do autor, mais à vontade com personagens e ambientes e com uma composição de Tex influenciada pelo modelo de Claudio Villa. “Oro Nero”, o mais recente trabalho de Leomacs, vem revelar um desenhador de traço expressivo e detalhado, atencioso na construção dos personagens, muito dinâmico nos enquadramentos e no desenvolvimento imprimido à narração, apresentando diversas pranchas onde alguns desenhos se libertam para além dos limites tradicionalmente impostos pelos quadrados, revelando ser um valor seguro em Tex.

Tex: Ouro Negro
Autores: Gianfranco Manfredi & Leomacs
Editora: Polvo
Coleção: Tex – Romance Gráfico, n.º 04
Páginas: 224 pág., p/b,
Apresentação: brochado com badanas
Formato: 24,5 x 18,5 cm
ISBN: 978-989-8513-65-6
PVP: €16,99

nota: imagens cedidas pela editora.