Três meses após o lançamento de Agatha de Catarina Domingues, eis que é lançado o 20.º número da série de banda desenhada O Filme da Minha Vida. Desta vez, o autor convidado é Francisco Sousa Lobo e o filme escolhido A Palavra (Ordet, no original), realizado pelo dinamarquês Carl Theodor Dreyer em 1955, com base na peça de teatro homónima de Kaj Munk.

No filme, o espetador segue as vidas da família Borgen, à medida que eles lidam com o conflito interno, bem como com o conflito religioso entre cada um dos membros da família e a restante cidade. Os vários eventos que se sucedem, testam a sua fé e as suas crenças.

O lançamento da BD ocorre no âmbito dos XVII Encontros de Cinema de Viana. Na sede da Associação Ao Norte, a exposição da obra está patente entre os dias 5 de maio e 30 de junho.

Pode saber mais  sobre os volumes anteriores desta série aqui (#01-14), aqui (#15), aqui (#16), aqui (#17) e aqui (#18).

Eis a sinopse da editora:
A coleção O filme da Minha Vida faz-se do repto lançado pela ao norte a autores portugueses de BD para que criem um álbum inspirado num filme que tenha deixado marcas nas suas vidas. No âmbito da programação dos XVII Encontros de Cinema de Viana é lançado o número vinte desta coleção – A PALAVRA, de Francisco Sousa Lobo, a partir do filme homónimo de Carl Theodor Dreyer.