Após Uma Escuridão Bonita – obra que valeu a António Jorge Gonçalves o Prémio Nacional de Ilustração em 2014, atribuído pela Direção-Geral do Livro e das Bibliotecas – o duo Ondjaki e António Jorge Gonçalves torna a editar pela Caminho um novo livro ilustrado, de seu título O Convidador de Pirilampos. Não são as únicas estórias sem luz elétrica que o passado (A Bicicleta que Tinha Bigodes) ou futuro certamente trarão aos leitores…

Após o azul das folhas de guarda, o leitor é imediatamente preparada para a escuridão a que a estória obriga, com a quase totalidade das folhas com fundo preto. Afinal, como abordar a luz sem a sua ausência, enquanto o meio-termo estampado a azul a definir a paisagem, os objetos e as personagens nos transportam para os teatros de sombras a que assistimos em criança?

Os protagonistas da estória são um menino e o seu avô, parelha importante de uma exploração mais formal dos porquês, que nos remete ao tempo da descoberta bucólica pela mão dos mais velhos e em que as crianças conheciam e brincavam com arames e cordéis. Mais do que uma metodologia científica aplicada à idade do menino, a sua faceta “científica” impele-o a construir os mais estrambólicos inventos, como o aumentador de caminhos e o convidador de pirilampos, e outros não tão estranhos – como o unóculo, que denominamos de monóculo.

Este componente fantástico das invenções da criança – afinal, a sua real funcionalidade poderia estar somente ligada à fantasia infantil – expande-se quando Edison e os demais pirilampos começam a dialogar entre si, bem como com o menino através de Código Morse. Trata-se de um momento crucial para que o menino, apesar da sua nictofobia infantil, entenda que apanhar e encarcerar pirilampos em nada contribui para ajudar o futuro das espécies. Mesmo que as razões apontadas pelo Edison sejam mais poéticas do que as reais…

Para quem deseje cientistar um pouco mais sobre a bioluminiscência dos pirilampos, recomenda-se as diversas excursões noturnas guiadas que se realizam em diferentes pontos do nosso país, onde, para além da interessante experiência, se aprende sobre as diferentes espécies, os comportamentos distintos entre o macho, a fêmea e as formas larvais, bem como o seu ciclo de vida e período bioluminiscente.

Eis a sinopse da editora:
– Não achas que podem ficar tristes, esses pirilampos dentro de uma gaiola que fica dentro do teu quintal?
– Se estivessem tristes, acho que não brilhavam assim.
– E se estiverem a brilhar de tristeza? – perguntou o Avô.
– Não tinha pensado nisso.
Perto da Floresta Grande vive um menino e o seu Avô. O menino gosta de cientistar coisas: já inventou um aumentador de caminhos e um convidador de pirilampos. Fala em código Morse com eles.

O Convidador de Pirilampos
Ondjaki & António Jorge Gonçalves
Editora: Caminho
Páginas: 72
Apresentação: capa dura
Formato: 26 x 19,5 cm
ISBN: 978-972-21-2844-5
PVP: 13,90€