Dia 28 de julho chega às bancas o quinto volume da coleção Novelas Gráficas 2017. Polina é a obra máxima de Bastien Vivès que a Levoir e o Público apresentam ao público português e que foi adaptada ao cinema por Valérie Muller, com Juliette Binoche no seu elenco, e será apresentada no cinema também este mês.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Bastien Vivès é um jovem prodígio da BD franco-belga, que já ganhou duas vezes o Festival de Angoulême, em 2009 e novamente em 2015. Co-criador da popular série Last Man com Balak e Michaël Sanlaville, possui um estilo indefinível, porque plural e em constante evolução, tendo todos os álbuns uma forma comum de nostalgia poética.

É difícil dizer o que mais surpreende em Bastien Vivès, se o seu virtuosismo gráfico ou a sua capacidade para contar histórias. E esta, que o autor nos conta, é a da pequena Polina Oulinova, de seis anos que vai fazer um teste numa prestigiada escola de dança. Apesar da falta de flexibilidade, é seleccionada para integrar as aulas de Nikita Bojinski, um professor de uma exigência absoluta, temido e admirado pelos seus alunos. Bojinski deixa poucas dúvidas quanto ao método que pretende utilizar para transformá-los em bailarinos de dança clássica: “A dança é uma arte, não se aprende. Primeiro, traz-se no sangue e, depois, tem de se trabalhar. Comigo, vão trabalhar todos os dias e, acreditem, vai ser duro. Mas, se me derem ouvidos e trabalharem com inteligência, podem chegar longe.” (pag. 29).

Ao longo de seu percurso, Polina desenvolve com o seu professor uma relação complexa entre antagonismo e submissão.

Polina é uma obra de grande leveza e graciosidade, e ainda assim, densa em conteúdo.

Com o apoio da NOS o livro contém a oferta de um voucher (na compra de 2 bilhetes 4€ de desconto) para assistir ao filme  Polina que estreia no dia 27 no cinema Medeia Monumental.

nota: imagens cedidas pela editora.