… mas devagarinho

Por Pedro Afonso

Star Trek, a famosa franchise de ficção científica criada por Gene Roddenberry em 1966, regressa este ano para uma nova série, criada por Bryan Fuller e Alex Kurtzman. Anunciada originalmente em novembro de 2015, a série Star Trek: Discovery estava planeada para ser lançada em janeiro deste ano; no entanto, foi adiada inúmeras vezes até chegar à data atual, de forma a dar aos fãs a melhor obra possível.

A série, que se passa cronologicamente 10 anos antes da série original, consiste em 15 episódios e retrata as aventuras de Michael Burnham (Sonequa Martin-Green, de The Walking Dead e New Girl), a irmã adotiva de Spock, que se vê no meio de uma guerra entre a Federação e o Império Klingon, onde, como sempre, não faltam lutas de phasers, manobras incríveis em batalhas espaciais, discursos emocionantes para saber de cor e personagens, espécies e mundos completamente novos!

Em Portugal, assim como na maioria dos países, a série será transmitida pela Netflix exclusivamente às segundas-feiras, com estreia marcada para o próximo dia 25 de setembro. Seguir-se-á um hiato entre 5 de novembro e 31 de agosto, altura em que regressa com a segunda metade da temporada.

Para aqueles que não conseguem aguentar tanto tempo sem terem nada de Star Trek por perto, para além de todas as séries da franchise estarem disponíveis na Netflix para ver e rever, a editora Pocket Books irá também lançar uma série de livros (o primeiro escrito por David Mack) que, assim como as bandas desenhadas publicadas pela IDW, irão conter várias ligações à série e aos novos personagens.

O primeiro número da BD tem argumento de Kirsten Beyer (uma das guionistas da série televisiva Star Trek: Discovery e escritora de 9 romances e 1 conto ambientados em Star Trek: Voyager) e Mike Johnson (argumentista de banda desenhada baseada em Star Trek, bem como outras BD para a IDW e DC Comics). As ilustrações estão a cargo de Tony Shasteen (ilustrador de BD baseada em Star Trek, bem como outras BD da Image e DC, incluindo o crossover entre Star Trek e Arqueiro Verde).

Ainda não se sabe se e quando é que estas BD serão traduzidas para português, mas, mal haja alguma novidade, noticiaremos. Até lá, aproveitem esta série, que é a primeira em mais de 10 anos e cujo primeiro episódio, intitulado «The Vulcan Hello», promete ter montes de referências, para dar um aperto no coração aos fãs da franchise.

Eis o primeiro olhar:

… e o trailer oficial:

Live Long and Prosper!