Tuurgh, o Pintor Rupestre marca a estreia da Procyon Editora e o regresso da publicação de obras de banda desenhada de José Abrantes.

A Procyon Editora define-se como uma jovem e ilustrada editora dedicada aos jovens e aos nem tanto jovens. Após a sua primeira obra ter sido um saco ilustrado por Pepedelrey, com Mark Twain e a sua passagem pelos Açores, o seu livro de estreia é o primeiro volume de Tuurgh, o Pintor Rupestre, da autoria de José Abrantes.

Esta banda desenhada, há alguns anos anunciada pelo autor, é finalmente editada, sendo colocada à venda na área do stands do AmadoraBD 2017.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:

Conheçam Tuurgh, o Pintor Rupestre, um artista de um tempo em que as coisas eram mais simples: no Verão fazia calor, no Inverno frio, a chuva molhava, à noite sabia bem vir para a beira da fogueira, o «bullying» chamava-se socialização, e a maior parte dos problemas podia ser resolvida com a correcta utilização de uma «tunga». Tuurgh é um artista irascível, sem um pingo de paciência para as contrariedades da vida. Gosta de olhar para uma rapariga bonita, mas não hesita em usar uma «tunga» perante qualquer problema que apareça. Vamos acompanhar o Tuurgh pela floresta, enquanto ele tenta resolver um problema de uma forma inédita (sem usar uma «tunga»!), na companhia do seu fiel amigo Putu. Será que o Tuurgh vai saber resolver os seus problemas?

Tuurgh, o Pintor Rupestre vol. 1
José Abrantes
Editora: Procyon
Páginas: 60
Encadernação: cartonado
PVP: 10,50€