Desde o início do Amadora BD 2017 que os leitores encontram à venda no stand da Chili Com Carne a obra de banda desenhada mais recente de Xavier Almeida. Trata-se de Santa Camarão que, inclusivamente, tem direito a apresentação e sessão de autógrafos no dia 12, o último dia do festival. Quanto à sessão de lançamento oficial, tem lugar no dia 18 no Grupo Sportivo Adicense, em Alfama, com uma série de atividades.

Refira-se que Xavier Almeida contou com um cúmplice habitual nos seus trabalhos, trajeto comum iniciado com o videoclip Pifarinho e continuado com a série de banda desenhada Violência Electro-Doméstica nas suas versões em linóleo e risografia, que culminou na edição da coletânea integral da série. Em Santa Camarão, coube a Pato Bravo escrever os diálogos.

Sendo Xavier Almeida natural de Ovar, estava familiarizado com um pouco da história do ovarense José Soares Santa (1902-1968), mais conhecido pela alcunha Santa Camarão, pugilista peso-pesado de estilo ortodoxo com 2,06 m de altura e 120 kg de peso que granjeou fama mundial na década de 30 do século passado. Participou inclusivamente em 2 filmes, tendo ficado registado nas curiosidades da história do cinema a primeira vez que se falou português com o filme Liebe im Ring (1930), realizado por Reinhold Schünzel.

Com direito a nome de rua lisboeta, ou não tivesse vivido também na capital, poder-se-ia pensar que Santa Camarão continua vivo na mente coletiva dos portugueses, mas tal não corresponde à verdade, como se apercebeu Xavier Almeida em 2010, pouco depois de se mudar para a capital. Com base no caderno A Vida de José Santa Camarão, uma publicação assinada pelo próprio Santa Camarão, e demais investigação realizada por Xavier Almeida, chega agora aos leitores a banda desenhada que conta um pouco da vida do outrora famoso pugilista.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

José Santa “Camarão” (1902-1963) foi um dos maiores boxistas do mundo e com uma história de vida avassaladora. Esquecido pelo tempo, Xavier Almeida propõe trazé-lo à memória com uma biografia baseada num caderno escrito pelo próprio Santa que relata a primeira parte da sua vida: da sua infância em Ovar à juventude em Lisboa, onde culmina com o início da sua vida profissional. Esta é a parte menos conhecida do Santa Camarão, no entanto a mais épica. Pois é neste período que se constrói a sua personagem e a sua carga melancólica, triste, solitária, perdida…e talvez a mais fascinante. É de referir a colaboração de Pato Bravo (aka de B Fachada, que por sua vez é aka de Bernardo Fachada) no argumento desta banda desenhada. Uma colaboração com Almeida que já vem do tempo da Violência Electro-Doméstica. O livro teve o apoio das Câmaras Municipais de Ovar e Lisboa.

Xavier Almeida (n. 1980) nasceu em Ovar. Licenciado e mestrado em arquitectura, tem sido ora premiado na área da ilustração e cinema de animação ora censurado em exposições. Desde 2012 que realiza a Novela Pornográfica, um diário do Milhões de Festa. Realizou vídeos para Carlos Bica e B Fachada. Com este último – sobre o pseudónimo Pato Bravo – realizou o romance gráfico em gravura, Violência Electro-Domèstica. Autor de Paisagens (Edições Senhora do Monte) e de mais de 30 livros auto-editados.