Após o encerramento da coleção IR$, publicada pela Asa em conjunto com o Público, apresentamos aos leitores e colecionadores que álbuns permanecem inéditos em Portugal. Neste artigo, não se teve em conta as compilações ou edições especiais franco-belgas, independentemente de terem mais ou menos extras, cujas bandas desenhadas  foram editadas na coleção da Asa. Desse álbuns originais, destaca-se, contudo, Larry B. Max se dévoile dans Les Echos, um álbum que compila os artigos publicados no jornal financeiro Les Echos, aquando da pré-publicação do 4.º tomo da série.

A série prossegue

Em primeiro lugar, registe-se que IR$ não é uma série encerrada, com a edição de 1 novo álbum todos anos desde a sua estreia, com uma única exceção em 2013. Não será, portanto, de estranhar que já esteja anunciado o título do 19.º tomo, Les Seigneurs Financiers, a publicar a 15 de junho de 2018 no mercado franco-belga. A Asa raramente tem continuado as séries editadas sob a forma de coleção com o Público, desconhecendo-se, de momento, se planeia ou não prosseguir anualmente a edição da série com os novos álbuns a serem distribuídos no canal livreiro.

IR$ All Watcher

A primeira série spin-off de IR$ é IR$ All Watcher, um conjunto de 7 álbuns editados entre 2009 e 2011. Com a publicação desta quantidade de álbuns no mercado franco-belga num curto espaço de tempo, não será de estranhar que tenham sido recrutados 4 desenhadores para ilustrar os argumentos de Stephen Desberg. Nesta série, personagens secundários da série original tornaram-se protagonistas de uma intriga noir, que tinha como objetivo identificar um mito moderno no mundo das altas esferas das finanças – All Watcher, uma entidade que, todos os anos, faz desaparecer somas avultadas de dinheiro.  Eis os desenhadores de cada número:

T1. Antonia – Alain Queireix (2009)
T2. La Nébuleuse Roxana – Daniel Koller (2010)
T3. Petra – Alain Queireix (2010)
T4. La Spirale Mc Parnell – Andrea Mutti (2010)
T5. Mia Maï – Marc Bourgne (2010)
T6. La Théorie des cordes fiscales – Daniel Koller (2011)
T7. Le Trou noir financier – Marc Bourgne (2011)

Como visto, Daniel Koller viria inclusivamente a participar na série original, posteriormente, em Mais-Valias Face à Morte (2014) e Opções Face à Guerra (2015), bem como no segundo spin-off da série.

IR$ Team

Provavelmente mais inesperado para os leitores é a razão que motivou o segundo e último spin-off da série, denominado IR$ Team – o Campeonato do Mundo da FIFA de 2014. Entre 2013 e 2014, de modo a coincidir com a aproximação do evento (o último álbum foi editado menos de 2 semanas antes do início do Campeonato), foram publicados os 4 álbuns onde é investigada a corrupção no mundo do futebol. Esta série, com argumento de Desberg, contou com 2 desenhadores que já tinham trabalhado em IR$ All Watcher, Daniel Koller e Marc Bourgne:

T1. Football connection – Marc Bourgne (2013)
T2. Wags -Daniel Koller (2013)
T3. Goal business – Daniel Koller (2014)
T4. Le Dernier Tir – Marc Bourgne (2014)

Tal como o primeiro spin-off, também este segundo se encontra terminado. Em suma, os leitores interessados, além da continuação da série original, dispõem de 11 álbuns em língua francesa com duas histórias paralelas que enriquecem este universo.

Relacionado