Julia Kendall era uma presença recorrente nos pontos de venda de periódicos nacionais até à suspensão da exportação de revistas brasileiras da Mythos para Portugal, situação que não se modificará a médio prazo. Entretanto, a famosa criminóloga de Giancarlo Berardi é editada pela primeira vez em Portugal, graças à Colecção Bonelli da Levoir.

A editora não optou pela origem da personagem – provavelmente, devido à história ter necessitado dos 3 primeiros números da série italiana para ser contada -, tendo a escolha recaído no #11 original, dado ter sido o único da série desenhado por Sergio Toppi.

Pode saber mais sobre esta série italiana e os seus autores aqui.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

Sendo das poucas personagens femininas na banda desenhada, Julia vai surpreender neste quarto volume da Colecção Bonelli, que sai em banca no próximo dia 3 de Maio. Nas palavras do seu criador, Giancarlo Berardi, “Julia é uma mulher moderna, que vive plenamente no seu tempo. Uma mulher com dúvidas, limitações e aspirações legítimas. Uma mulher normal. Ela é uma heroína que não voa, atira ou luta karaté, ela enfrenta a vida com as armas típicas de seu sexo: inteligência, sensibilidade e participação”. Este volume é ilustrado pelo mestre Sergio Toppi (1932-2012), já conhecido dos leitores portugueses pelo excepcional Sharaz-De, editado pela Levoir na primeira das suas colecções de Novelas Gráficas. Com a colaboração de Luca Vannini na parte gráfica, Berardi criou Julia Kendall em 1998, inspirando-se na actriz Audrey Hepburn. Julia é solteira, vive nos arredores de Garden City, numa casa que pertencia à sua avó, em companhia de Toni, a sua gata persa, e da simpática, divertida e tagarela “empregada-ombro-amigo-ama-seca” Emily Jones, cujos traços são os da actriz Whoopy Goldberg. Além  de professora universitária, ela é também criminóloga, trabalhando em colaboração com a polícia, cujos contactos são o sargento Ben Irving (um simpático John Goodman) e o tenente Alan Webb (um John Malkovich lúcido), e com este vive uma relação pessoal e profissional num misto de confiança e conflitos, principalmente pelos inconfessáveis ciúmes que ele sente em relação ao detective Leo Baxter (Nick Nolte), amigo fraterno de Julia e seu braço direito nas investigações mais complicadas. Em Julia – O Eterno Repouso, a jovem criminóloga depara-se com um crime horrível que tira a paz de Saint George, uma pequena casa de repouso na periferia de Garden City. Um monstro assassino está à solta. Um inquietante espectro da morte paira sobre o lar de idosos e Julia terá que procurar a solução do caso. Para tal, ela vai tentar colocar-se no lugar dos criminosos utilizando os seus conhecimentos da psicologia humana e assim compreender, e não justificar, os motivos que levariam ao crime. Não é à toa que Julia é definida pelo próprio criador como uma “Investigadora da Alma”.

Colecção Bonelli vol. 4: Julia – Eterno Repouso
Giancarlo Berardi & Sergio Toppi
Editora: Levoir
Páginas: 120, a preto e branco
Encadernação: capa dura
Dimensões: 190 x 260 mm
PVP: 10,90€

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de SousaAdministrador
Fundador e administrador do site, com formação em banda desenhada. Consultor editorial freelance e autor de livros e artigos em diferentes publicações.