Com o sétimo volume da Colecção Bonelli, a Levoir edita pela primeira vez em Portugal uma banda desenhada de Martin Mystère. Trata-se de um dos mais famosos personagens bonellianos que os leitores portugueses puderam ler aquando a importação de revistas brasileiras do personagem há mais de uma década.

O personagem teve inclusivamente direito a uma adaptação livre para uma série animada com 3 temporadas (2003-2006) – que estreou em 2011 no canal português Panda Biggs -, sendo ainda transposto para videojogos. Aliás, não é por acaso que, além de Tex, Dylan Dog e Nathan Never, a Disney também tenha prestado homenagem a este personagem numa banda desenhada ainda inédita no nosso país.

Apesar de residir em Nova Iorque e viajar pelo mundo inteiro, a origem de Martin Mystère, criado em 1982 por Alfredo Castelli, está intimamente relacionada com um arquipélago português, os Açores, ou não fosse nestes mares que “o detetive do impossível” descobrisse vestígios da Atlântida durante a sua primeira aventura. A Atlântida continuará, por diversas vezes, a ser um motivo de aventuras de Martin Mystère, tal como acontece em O Destino da Atlântida, a primeira BD do livro português, originalmente editada no #279 da revista mensal italiana, em 2005, com argumento do seu criador e desenhos de Roberto Cardinale e Alfredo Orlandi.

Por seu turno, Questões de Família é uma BD curta da autoria de Castelli e Sergio Toppi, originalmente publicada em 1995 na Ken Parker Magazine #35.

Ambas as bandas desenhadas encontravam-se inéditas em língua portuguesa.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

 

Eis a sinopse da editora:

Apresentamos Martin Mystère, uma nova personagem da Bonelli. O sétimo volume da colecção chega às bancas a 24 de Maio, 3 dias antes do encerramento da Exposição ESCHER, visitada por mais de 80.000 pessoas, em Lisboa. O artista holandês inspirou uma das histórias de Martin Mystère, encontrando-se a revista exposta no Museu de Arte Popular de Lisboa.

Martin Mystère o “detective do impossível”, foi criado por Alfredo Castelli em 1982, sendo uma personagem tão conhecida como Tex ou Dylan Dog.  Martin Mystère é um verdadeiro “Homem do Renascimento”. Antropólogo, arqueólogo, especialista em História da Arte, Línguas e Cibernética, investigador, apresentador de programas de TV, escritor, aventureiro e iniciado nos cultos esotéricos, Martin Mystère utiliza a sua vastíssima cultura para desvendar os mais variados enigmas.

Martin vive em Nova Iorque e viaja pelo mundo numa busca incessante de respostas a um variadíssimo número de enigmas. É numa dessas viagens, que descobre um mosteiro tibetano, onde é treinado numa variedade de artes Marciais pelo mestre Kut Humo e este lhe ensina a despertar a sua “terceira visão. Noutra viagem, encontra aquele que se vai tornar seu parceiro de aventuras e amigo, Java, um homem de Neanderthal.

O livro que editamos tem duas histórias: O Destino da Atlântida com argumento de Alfredo Castelli é ilustrada por Roberto Cardinale e Alfredo Orlandi.  Nesta história cuja acção se inicia nos Açores, Martin Mystère tem de se aliar ao seu inimigo Orloff para trazer de volta à nossa era o satélite militar que provocou a destruição da Atlântida e de Mu, 10 mil anos antes.

A segunda história, Questões de família, com argumento de Castelli e ilustrada pelo mestre Sergio Toppi, que também ilustrou Sharaz-Deobra editada pela Levoir na colecção Novela Gráfica em 2015, aborda a descoberta de uma gravação vídeo, traz revelações sobre a presença de extraterrestres no nosso planeta.

Outras Leituras