Um dos lançamentos do XIV Festival Internacional de BD de Beja, foi a obra “Afirma Pereira”, a adaptação de Pierre-Henry Gomont do romance de Antonio Tanbucchi. Editado em Portugal pela G-Floy o livro estará brevemente disponível nas livrarias.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse:

“Afirma Pereira é um romance existencial decididamente optimista.” – Antonio Tabucchi

Obra emblemática sobre a resistência contra o totalitarismo e a censura, Afirma Pereira conta a progressiva tomada de consciência de um homem dos anos 1930 contra a ditadura que se vai erguendo no seu país, aqui contada numa adaptação gráfica profunda, imbuída de uma notável expressividade e dinamismo no seu desenho. Um verdadeiro retrato duplo: o de um homem cheio de sensibilidade humanista, e o de uma Lisboa ao mesmo tempo plena de cor e de melancolia.

Afirma Pereira, de Antonio Tabucchi, é um dos mais belos romances do escritor italiano, que era quase um português por adopção e por paixão pelo nosso país. E é também um dos mais interessantes e complexos romances para adaptar a banda desenhada: o artista francês Pierre-Henry Gomont aceitou o desafio lançado pela sua editora, a Sarbacane, e produziu um dos mais belos e mais premiados livros de BD de 2016, num estilo que é uma verdadeira homenagem aos céus e cores do nosso país, e à sua capital, Lisboa.

Artista vindo de um meio completamente diferente (era sociólogo e professor universitário!), Gomont entrou na BD na vertente mais independente e alternativa, antes de assinar o seu primeiro sucesso, Rouge Karma (com argumento de Eddy Simon), com o qual vencerá o Prémio Polar de Angoulême (que distingue a melhor história policial ou thriller do ano). Desafiado pelo editor Frédéric Lavabre a adaptar o romance de Tabucchi, Gomont, que já se tinha apaixonado pela adaptação de grandes romances literários à arte sequencial, vai produzir aquele que será o seu mais aclamado livro até hoje, e o mais premiado. Não só foi nomeado como um dos cinco finalistas do Prémio da Crítica francesa (Prix ACBD) para 2017, mas venceu o prestigiado Prix RTL, escolhido de entre as bandas desenhadas seleccionadas por essa popular cadeia de rádio francesa, e acabou por vencer também o Prix Château de Cheverny para a banda desenhada histórica de 2017.

“Tudo funciona maravilhosamente nesta BD” – Le Monde

“Uma BD que é uma paixão!” – France Inter

“O olhar do leitor perde-se nas pranchas fabulosas que nos mostram o clima abafado daquele Portugal dos anos 30” – Les Inrockuptibles

“…O Doutor Pereira é alguém que sofre de uma espécie de Bovarismo, que vive a sua vida por livros interpostos, mas vão ser as escolhas de um jovem, o Monteiro Rossi, que lhe vão permitir mudar. Este livro constitui uma declaração de amor à literatura politicamente empenhada e ao percurso que um livro pode fazer na vida duma pessoa e de um país. Afirma que as palavras e a escrita são também elas uma maneira de estar presente no mundo. Mas este romance é mais um livro sobre o empenhamento político do que propriamente um livro politicamente empenhado, e Pereira é uma personagem muito contemporânea, uma espécie de símbolo de reacção do dia-a-dia face a ameaças contra a democracia.”

Pierre-Henry Gomont, in dBD (Setembro 2016)

AFIRMA PEREIRA de Pierre-Henry Gomont
Formato álbum, 20,5 x 28, capa dura, 160 pgs. a cores.
PVP: 18€
ISBN: 978-84-16510-67-2

Outras Leituras