Em abril, foi editada a antologia Bestiário 1, com a temática Nojo. Entre as diferentes formas de expressão, está também presente a banda desenhada. Os autores deste volume são Luís Henriques, Alexandre Andrade, João Varela, Paulo Lima, Nunes da Rocha, Zoe Näf , João Vicente, João Sousa, Ricardo Castro, DV, Sean Bonney, António Cândido Franco, Beatruz Bagilho, António Albata, Ana Matilde Sousa, João David Fernandes, Lais Pereira, André Tavares Marçal, Rui Baião, Joana Bicacro, Hetamoé, Raquel Nobre Guerra, Nuno Mangas Viegas, António Baião, Sara Franco, Catarina Real, Ana Mendes e Pedro Serpa.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

O Bestiário é e não é uma revista. O primeiro número anda em torno do Nojo – isto é, também do abjecto, do grotesco, do pestilento, do repulsivo, do informe, do luto. Todos os meios de expressão que caibam na folha de papel são abarcados: poesia, ensaio, conto, fotografia, banda desenhada, desenho, ilustração, coisas a meio disso. Nele convergem diferentes tipos de discurso sobre o real: teoria política, música, filosofia, literatura, artes plásticas, cinema. É uma salganhada que custa 10 paus e não aspira a coisa nenhuma senão ser lida.

Para além de diversas livrarias selecionadas, os leitores interessados podem encomendar via e-mail, com oferta de portes, via bestiario@bestiario.pt .