David Sala pintou um álbum um pouco como Klimt ou Schiele teriam desenhado uma história. – Les Echos

Dia 8 de agosto chega às bancas o décimo volume da 4.ª coleção Novela Gráfica da Levoir com o Público. O Jogador de Xadrez  de David Sala é a adaptação para BD da obra literária escrita pelo austríaco Stefan Zweig. Escrito originalmente, em fevereiro de 1942, pouco tempo antes de Stefan Zweig se suicidar no Brasil, país onde se tinha refugiado para fugir à guerra que assolava a Europa, teve a sua adaptação para BD editada pela Casterman em outubro de 2017.

Clique nas imagens para as visualizar em toda a sua extensão:

Eis a sinopse da editora:

A história contada por um narrador sem nome, relata uma viagem em 1941 passada num navio que liga Nova Iorque a Buenos Aires, dois homens confrontam-se em frente de um tabuleiro de xadrez. O primeiro, Mirko Czentovic, é o actual campeão mundial.  De origem jugoslava, sem instrução, mas dotado de grande genialidade quando se trata de jogar xadrez. O segundo, um certo Mr. B., é um aristocrata austríaco que prefere manter o anonimato. Este ilustre desconhecido diz não jogar há vinte cinco anos. No seu passado há um segredo incómodo, cuja história ele conta a um viajante intrigado.

Um relato da barbárie vivida durante a II Guerra Mundial e das técnicas de tortura nazi. David Sala entendeu perfeitamente o mal-estar e a confusão do texto de Zweig, que descobre que a fuga à guerra não é suficiente para se libertar dela.

“Os admiradores de Stefan Zweig não podem deixar de ler esta brilhante adaptação de David Sala.” – Le Monde des Livres

David Sala nasce em 1973, em França. Começa a sua carreira como ilustrador de capas de romances policiais e de ficção científica. Galardoado com o Prémio da Ville de Sérignan no ano 2000, começa então a publicar banda desenhada nas editoras Casterman e Delcourt.