Há vinte e cinco anos, a primeira missão a Marte terminou em tragédia e todos os tripulantes morreram. Mas, na verdade, houve um sobrevivente.

Estava à espera de uma obra datada? Considerava que lá por ter sido escrita nos longínquos anos 60 – o ano de publicação é 1961 – seria uma obra menos actual? Enganou-se redondamente! Um Estranho numa Terra Estranha adequa-se tanto ao nosso presente quanto era futurista na altura da sua criação. Se nos conseguirmos olhar com o desprendimento necessário, apercebemo-nos que a sociedade que o livro espelha não se encontra tão distante daquela em que vivemos.

Pasme-se – existe internet e até existem redes sociais… E no meio disto tudo, um homem deslocado do seu tempo e espaço cai de para-quedas num mundo absurdo, tentando ordená-lo de forma a conseguir compreendê-lo.

Mas a localização do romance no seu tempo, permite descobrir outras facetas em que foi visionário. Foi escrito antes do fenómeno da contra-cultura dos anos 60 e do movimento hippie, quando sexo, drogas e rock’n’roll eram obra do demónio.

Este livro de ficção científica aborda a interrogação suprema, aquilo que somos é o resultado do nosso património genético ou do ambiente em que fomos criados?

Um livro para ler e reler, ou não fosse ficção científica no seu melhor…

Eis a sinopse da editora:

Nascido na fatídica nave espacial e salvo pelos Marcianos que o criaram e lhe ofereceram uma nova vida, Valentine Michael Smith nunca viu um ser humano até ao dia em que é descoberto por uma segunda expedição a Marte. Ao regressar à Terra, vê-se pela primeira vez entre o seu povo. Começa então um percurso de aprendizagem dos códigos sociais e preconceitos da natureza humana, totalmente alienígenas para a sua mente. Nesse processo de descoberta e integração, Valentine irá partilhar com a Humanidade os rituais sagrados que aprendeu em Marte e retribuir com as suas próprias crenças sobre o amor e o sentido da vida. Mas conseguirá alguma vez deixar de se sentir um estranho numa terra estranha?

Pode ler um excerto da obra aqui.

Um Estranho numa Terra Estranha vol. 1
Robert A. Heinlein
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 352
Encadernação: capa mole
Dimensões: 16 x 23 cm
ISBN: 9789897730924

ROBERT A. HEINLEIN é considerado um dos grandes impulsionadores do género da ficção científica, juntamente com Arthur C. Clarke e Isaac Asimov. É o autor de obras hoje aclamadas como clássicos modernos e que venceram quatro Prémios Hugo. As suas ideias originais, por vezes controversas, tornaram-no uma das grandes referências do género durante décadas e, em 1974, tornou-se o primeiro Grande Mestre dos Escritores de Ficção Científica. Entre as suas obras mais famosas destacam-se The Moon is a Harsh Mistress, Starship Troopers e Um Estranho numa Terra Estranha, agora publicado numa nova edição pela Saída de Emergência.

SOBRE O AUTOR |

Susana Figueiredo
Susana FigueiredoGestora de conteúdo
Médica e leitora compulsiva, no Bandas Desenhadas assumiu as funções de repórter e crítica.